Exame Invest
Academy

Como fazer uma boa gestão de pessoas mesmo em situações adversas

PUBLICADO EM: 5.8.21 | 9H00
ATUALIZAÇÃO: 4.8.21 | 19H23
A manutenção do capital humano é essencial para o sucesso dos negócios. Veja como aplicá-la
Como fazer uma boa gestão de pessoas

Imagem da Editoria Exame Invest
Isabel Rocha

Repórter da Exame



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 4MIN

Dentre os muitos desafios impostos pela pandemia ao mercado de trabalho está o de fazer uma boa gestão de pessoas à distância.

Com boa parte dos profissionais trabalhando de casa, lideranças e profissionais de recursos humanos tiveram de descobrir novas maneiras de manter seus times engajados, motivados e produtivos ao longo dos últimos meses. Tudo isso em meio a um cenário pouco encorajador, em que a saúde física e mental dos colaboradores também demandava mais cuidado do que nunca.

Desenvolva as habilidades necessárias para gerenciar times mesmo em situações adversas. Conheça o Programa Líderes do Agora!

A boa notícia é que, cerca de um ano e meio depois, já podemos afirmar que é possível, sim, gerenciar times que entregam resultados mesmo em situações adversas. Entenda abaixo.

O que é gestão de pessoas

Não faz muito tempo que a área de Recursos Humanos era associada exclusivamente à administração de processos burocráticos. Mas, à medida em que novas tecnologias foram chegando ao mercado de trabalho e permitindo a automatização desses processos, o papel do RH foi ressignificado.

Leia também: cultura empresarial: o que é e por que é tão importante?

Hoje, a gestão de pessoas é mais estratégica, humanizada e essencial para o sucesso dos negócios. Em outras palavras, tem a ver com a manutenção do capital humano dentro de uma empresa ou organização.

Isso porque o mercado entendeu que, quanto mais humano e acolhedor for o ambiente de trabalho, maiores as chances de atrair e reter talentos qualificados e verdadeiramente motivados para ajudar no desenvolvimento da companhia.

Nesse sentido, veja alguns pontos que devem fazer parte da agenda do profissional de recursos humanos:

  •  Processos seletivos eficientes;
  •  Programas de benefícios competitivos;
  •  Retenção de talentos;
  •  Apoio às lideranças;
  •  Implementação da cultura de feedbacks;
  •  Processos de desligamento humanizados

O papel da liderança na gestão de pessoas

Foi-se o tempo em que o autoritarismo e a centralização do poder eram vistos como características de grandes líderes. Colaboração, criatividade, hábitos de aprendizagem e capacidade para resolução de problemas são valores mais alinhados ao perfil esperado dos chamados líderes do futuro.

E são eles que irão promover, direta ou indiretamente, estes valores entre seus liderados por meio de uma boa gestão de pessoas. 

Veja, abaixo, alguns dos pilares que compõe uma gestão de pessoas eficiente e como aplicá-los:

1. Incentivo

Não é segredo para ninguém que equipes motivadas entregam resultados melhores. Assim, cabe ao gestor entender quais são os fatores que ajudam sua equipe a trabalhar de maneira mais engajada.

Traçar metas desafiadoras, promover uma cultura de feedbacks constantes e deixar claras as perspectivas de crescimento profissional dos liderados são alguns exemplos de como colocar isso em prática.

2. Comunicação

O fácil acesso a informações e a comunicação eficiente entre áreas e níveis hierárquicos também são essenciais para a construção de uma equipe que entrega bons resultados.

Assim, além de clareza na distribuição de tarefas, é importante que os gestores se preocupem com a transparência e com a promoção de um espaço onde os colaboradores se sintam confortáveis para expor e compartilhar ideias. Um bom exemplo de como fazer isso é por meio de reuniões de alinhamento e da utilização de ferramentas de planejamento integradas, que auxiliam no fluxo de informações.

3. Capacitação

Investir na capacitação dos funcionários é uma das formas de aumentar a qualidade das entregas e o engajamento do time – além de colaborar diretamente com a retenção de talentos na empresa. Assim, as companhias que  querem se manter competitivas precisam investir na qualificação dos funcionários.

Programas de treinamento internos, promoção de hábitos de aprendizagem no dia a dia e incentivo a realização de cursos de extensão ou especialização são alguns exemplos de como as empresas podem fazer isso.

Programa Líderes do Agora

Com o objetivo de formar profissionais capazes de liderar em ambientes cada vez mais complexos e voláteis, a EXAME Academy e a FRST Falconi, startup de educação de uma das maiores empresas de consultoria de gestão do Brasil, criaram o Líderes do Agora.

Dê o primeiro passo para se tornar um líder de impacto. Participe da primeira turma do Programa Líderes do Agora

O programa foca no desenvolvimento de competências relacionadas à liderança, gestão para resultados, inovação e protagonismo por meio de três pilares: conhecimento aplicado, colaboração e prática.

Assim, ao longo de sete semanas, os alunos terão acesso a vídeo aulas, masterclasses e sessões de mentoria com especialistas da FRST Falconi, além de estudos de caso, exercícios práticos e whitepapers para aprofundar os conteúdos teóricos. Ao final do programa, os participantes também recebem um certificado de conclusão.

Imagem da Editoria Exame Invest
Isabel Rocha

Repórter da Exame


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame