Exame Invest
BTG Insights

BTG lança fundo de cannabis acessível a partir de 100 reais

PUBLICADO EM: 5.7.21 | 17H01
O fundo pioneiro do mercado representa uma alternativa de diversificação para a carteira do investidor. Entenda as vantagens e como começar

Resumo do investidor

1. É o primeiro fundo com 100% de exposição ao mercado de cannabis no exterior; 2. Cannabis Ativo FIM já está disponível para todos os clientes da plataforma; 3. Gestão ativa é feita pela Vitreo e a aplicação inicial é de 100 reais.

Cannabis Ativo FIM já está disponível para todos os clientes da plataforma com aplicação inicial de 100 reais (Getty Images/iStockphoto)

Foto de Vanessa Daraya da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Vanessa Daraya

Repórter da EXAME especializada em finanças e negócios. Jornalista formada pelo Mackenzie, com passagens pela Editora Abril e Grupo Globo.



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 3MIN

O BTG Pactual digital lançou nesta segunda-feira, 5, o primeiro fundo com 100% de exposição ao mercado de cannabis no exterior. O objetivo do banco é oferecer uma alternativa para quem deseja alocar parte do patrimônio em uma indústria com potencial de crescimento de médio e longo prazo. O Cannabis Ativo FIM já está disponível para todos os clientes da plataforma do banco com aplicação inicial de 100 reais.

Invista em cannabis com uma estratégia pioneira no mercado brasileiro e apoio do maior banco de investimentos da América Latina. Abra sua conta.

Ao investir no produto, o cliente poderá incorporar ao portfólio uma gestão ativa feita pelos especialistas da corretora Vitreo. Com isso, ele pode expor seu patrimônio a um potencial de lucratividade maior do que o de fundos convencionais, que investem apenas 20% em ETFs de cannabis e com estratégia passiva.

A carteira é composta pelo fundo Canabidiol IE FIA e por swap de ativos atrelados ao setor de cannabis (uma operação financeira que representa a troca de risco e retorno entre duas partes). O Canabidiol IE FIA tem em sua carteira ETFs (fundos negociados em bolsa de valores) que investem em ações no exterior, tanto da indústria global de cannabis quanto de empresas que podem se beneficiar com iniciativas de legalização da cannabis.

O fundo tem taxa de administração de 0,72% ao ano e não cobra taxa de performance. A liquidez é D+12 (12 dias úteis após a solicitação). Ele é indicado para quem já possui reserva de emergência e tem perfil de investidor moderado ou arrojado. Ou seja, é preciso ter em mente a possibilidade de enfrentar as volatilidades do mercado.

Cannabis: um mercado promissor

A indústria legal de cannabis vem crescendo a um ritmo acelerado diante dos sucessivos avanços regulatórios em alguns países. As cifras movimentadas anualmente por esse mercado já superam, por exemplo, o faturamento de setores como o de refrigerantes, nos Estados Unidos, e o de cervejas, no Canadá.

Segundo a consultoria especializada BDSA, o mercado atingiu o patamar de vendas de 21,3 bilhões de dólares em 2020. E a estimativa é de um aumento de cerca de 17% ao ano até 2026, levando o faturamento a 55,9 bilhões de dólares em cinco anos. Além disso, em 2021, empresas desse mercado valorizaram suas ações em 50%, 144% e até 251%.

Em relatório, os analistas do BTG destacam que a eleição do Joe Biden deu ânimo ao setor. Isso porque a legalização do consumo da planta em âmbito federal nos Estados Unidos pode ser o maior catalisador da história para as ações de cannabis. Há também potencial efeito cascata em outros países, que poderia ampliar a regulação.

Diante de fatores como esses, o Cannabis Ativo representa uma alternativa de diversificação para o investidor de varejo que deseja ter parte de seu portfólio exposta a um dos segmentos que mais crescem nos Estados Unidos. Além disso, pode evitar a perda de patrimônio com situações adversas, como política e economia.

Comece a investir em um dos mercados alternativos mais promissores com a segurança do BTG Pactual digital. Abra sua conta.

Foto de Vanessa Daraya da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Vanessa Daraya

Repórter da EXAME especializada em finanças e negócios. Jornalista formada pelo Mackenzie, com passagens pela Editora Abril e Grupo Globo.


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame