Exame Invest
ESG

Amaro cria Dia do Trabalho Invisível para mostrar dupla jornada da mulher

PUBLICADO EM: 27.4.21 | 7H00
ATUALIZAÇÃO: 26.4.21 | 12H36
Varejista Amaro quer propor mudanças na sociedade para diminuir a carga de trabalho invisível das mulheres. Empresa lança site, conteúdo, desconto em orientação psicológica e mais
amaro,mulheres,trabalho, dupla jornada

(Getty Images)

Imagem da Editoria Exame Invest
Marina Filippe

Jornalista



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 3MIN

Tarefas como cuidar da casa, preparar os alimentos e cuidar dos filhos são atribuídas às mulheres na maior parte das vezes. E, apesar de ser considerado algo normal, o "Trabalho Invisível" impacta a vida delas e de todos, uma vez que, por exemplo, o Fundo Monetário Internacional estima que o produto interno bruto global cresceria pelo menos 4% se o trabalho não remunerado fosse mais bem distribuído. 

As melhores oportunidades podem estar nas empresas que fazem a diferença no mundo. Veja como com a EXAME Invest Pro 

Além disso, o trabalho não não remunerado ocupa cerca de 12,5 bilhões de horas diárias de mulheres no mundo todo. No Brasil, em 2019 esse cuidado tomou 21 horas semanais, uma diferença de cerca de 10 horas a mais do que os homens, algo potencialmente agravado pela pandemia. 

De olho nestes indicadores, a varejista Amaro, que conta com 65% de presença feminina na empresa, criou o Dia do Trabalho Invisível, um momento simbólico a ser celebrado no dia 2 de maio. A data - um dia depois do Dia Internacional do Trabalho -, foi escolhida para representar a segunda jornada de trabalho das mulheres, que começa quando o horário comercial termina.

Com o objetivo de dar visibilidade ao tema, abrir espaço para reflexões e propor planos de ação para diminuir o problema da sobrecarga sobre as mulheres, a Amaro criou o site com conteúdos relacionados ao assunto, números, curiosidades e um quiz dedicado ao trabalho invisível como ferramenta para auxiliar na divisão de tarefas.

A iniciativa também se desdobrará em conteúdos de comunicação interna para o time da empresa com um painel de discussão com Cláudio Serva, criador do Prazerele, plataforma que tem como missão apoiar homens na desconstrução do machismo e Deh Bastos, comunicadora e criadora do Criando Crianças Pretas.

O bate-papo visa levar mais informações sobre a questão e, principalmente, oferecer soluções práticas para diminuir o desequilíbrio na distribuição das tarefas domésticas entre os moradores de casa. Esse conteúdo será gerado dia 29 de abril e compartilhado com o público no dia 2 de maio, o Dia do Trabalho Invisível.

A marca também fechou uma parceria com a Zenklub, plataforma de orientação psicológica online. Nela, todas as seguidoras da Amaro que quiserem suporte para lidar com questões decorrentes do excesso de tarefas terão até 85% de desconto na primeira consulta e acesso gratuito aos conteúdos do app por dois meses.

Para ampliar o alcance da iniciativa, a companhia convidou marcas para se juntar à  causa e já conta com cerca de 30 empresas parceiras, dentre elas Biossance, Pantys, Linus, Foreo, Lilit, Design Up Living, Lócare, NVAA, By Samia, Velas Mair, Haight, Biouté (Alva, The Humble, Benecos e Y&O), Herbia, Blum, Bioart, Pavio de Vela, Chá de Autoestima, Upsy Daisy, Bergamía, Tangle Teezer, Pantynova, Yogini, Mitra, Madame Creme, Feito Brasil, Quintal, ELXR, Lenvie e Korui.

Essa não é a primeira vez que a Amaro aborda a sobrecarga de trabalho feminino. No Dia da Mulher a empresa produziu uma série de vídeos com depoimentos para discutir convenções e pressões impostas pela sociedade, entre elas a normatização da excessiva carga de trabalho das mulheres.  "A sobrecarga gerada pelo trabalho invisível prejudica a vida, a saúde física e mental e a carreira de milhões de mulheres no mundo todo. Está mais do que na hora de falar sobre essa realidade e agir para ajudar a diminuí-la", diz Denise Door, diretora de marketing da Amaro.

De 0 a 10 quanto você recomendaria Exame para um amigo ou parente?

Clicando em um dos números acima e finalizando sua avaliação você nos ajudará a melhorar ainda mais.

 

Imagem da Editoria Exame Invest
Marina Filippe

Jornalista


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame