Exame Invest
ESG

Bolha verde? Banco alerta para risco de ativos sustentáveis

PUBLICADO EM: 20.9.21 | 9H42
Algumas estimativas indicam que os ativos focados em ESG já respondem por mais de um terço de todos os ativos gerenciados profissionalmente por bancos e fundos de investimento
valuation - B3

Imagem da Editoria Exame Invest
Reuters



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

O Banco de Compensações Internacionais (BIS, na sigla em inglês) alertou para o risco crescente de uma bolha de preços nos mercados de ativos favoráveis ao meio ambiente.

A crescente urgência para limitar o aquecimento global e abordar outras questões como a desigualdade racial e social fez o investimento em Governança Ambiental, Social e Corporativa (ESG, na sigla em inglês) explodir em popularidade nos últimos anos.

Algumas estimativas indicam que os ativos focados em ESG dispararam para um valor de 35 trilhões de dólares e agora respondem por mais de um terço de todos os ativos gerenciados profissionalmente por bancos e fundos de investimento.

Uma definição mais restrita, incluindo apenas fundos negociados em bolsa (ETFs, na sigla em inglês) e fundos mútuos com ESG ou investimento socialmente responsável, aponta crescimento ainda mais rápido, dez vezes maior, para aproximadamente 2 trilhões de dólares. Isso é evidenciado por ativos como ações de energia limpa e carros elétricos e títulos "verdes", que dispararam nos últimos anos.

"Há sinais de que as valores dos ativos ESG podem estar alongados", disse o BIS, que realiza reuniões regulares para os bancos centrais do mundo, como parte de seu último relatório trimestral.

Claudio Borio, chefe do departamento monetário e econômico do BIS, citou o risco de uma "bolha verde", destacando como o salto dos ETFs e fundos mútuos era comparável a partes do mercado de títulos lastreados em hipotecas no período que antecedeu a crise financeira global.

Imagem da Editoria Exame Invest
Reuters


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame