Exame Invest
ESG

Em dois anos, Unipar destina 7 milhões de reais a projetos sociais

PUBLICADO EM: 20.9.21 | 9H42
ATUALIZAÇÃO: 27.9.21 | 9H09
Somados, os investimentos em saúde, meio ambiente, esporte, cultura, segurança e profissionalização nas comunidades chegam a 24 milhões de reais

Um dos projetos sociais da Unipar: aprendizado direcionado à sustentabilidade e à conservação de florestas, rios e outros recursos naturais

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions


Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 3MIN

Líder na produção de cloro, soda e PVC na América do Sul, a Unipar tem consciência de sua responsabilidade para com a sociedade. Por isso, mantém foco em soluções para melhorar a qualidade de vida das pessoas. A empresa conduz seus negócios com base nos princípios do capitalismo consciente, prática aplicada por grandes corporações para gerar valores para todos os stakeholders.

Em outras palavras, a Unipar trabalha para trazer resultados positivos para ela e para a sociedade como um todo, reconhecendo no capitalismo um sistema capaz de promover essa transformação. Com base em critérios como propósito, remuneração e benefícios aos funcionários, qualidade nos serviços e investimentos na comunidade e no meio ambiente, vem sendo comprovado que as empresas consideradas conscientes apresentam desempenho superior ao das demais.

 “Temos foco nas pessoas. Há muitos anos entendemos que nenhuma empresa pode ser bem-sucedida sem atuar em sintonia com o entorno”, explica Marcello Zappia, diretor-executivo de recursos humanos da Unipar, companhia brasileira criada em 1969 e que se destaca como pioneira na implantação de polos petroquímicos no Brasil e na Argentina. Durante a pandemia, as contribuições oferecidas pela empresa para auxiliar no combate à transmissão e no tratamento da covid-19, por meio de doações de insumos usados em produtos para limpeza de ambientes, cestas básicas e respiradores, entre outras iniciativas, ultrapassaram o equivalente a 17 milhões de reais.

Atuando também em outras frentes, no ano passado, a empresa investiu 4 milhões de reais em projetos de cunho social. Em 2021, serão mais 3 milhões de reais. Em julho, a companhia divulgou os 11 projetos que contarão com seu apoio nas cidades paulistas de Cubatão e Rio Grande da Serra, ambas em São Paulo. A expectativa é beneficiar 7.200 pessoas que vivem próximas das plantas industriais da Unipar nas duas cidades.

Essas iniciativas facilitarão o acesso a aulas e práticas esportivas e culturais, além de ampliar a consciência pela sustentabilidade, com foco na preservação do meio ambiente e de recursos naturais. Na área de esportes, foram selecionados projetos que estimulam a prática, nas comunidades, de taekwondo, futebol, judô e jiu-jitsu.

“Quando uma pessoa pratica esporte, ela está recebendo lições poderosas de ética, disciplina e atenção a orientações, além do cuidado com a saúde e da noção de busca por excelência”, afirma Zappia. Na área de meio ambiente, quatro projetos foram selecionados e visam oferecer aprendizado a respeito de sustentabilidade e conservação de florestas, rios e outros recursos naturais. Em cultura, duas ações vão fornecer aulas com instrumentos musicais dedicados ao aprendizado e prática de composições eruditas.

Projeto Pescar

Em julho, a Unipar abriu as inscrições para a segunda turma de alunos que serão contemplados pelo Projeto Pescar, o programa que seleciona 20 estudantes que vivem em comunidades próximas à fábrica da empresa.

Com mais de 44 anos de história e 31.000 jovens formados, a iniciativa conta com o suporte de mais de 100 empresas em todo o país, com mais de 10.000 pessoas já contempladas.

“Atuamos na formação pessoal, profissional e socioafetiva desses jovens, em relação próxima com suas famílias”, explica o diretor-executivo de recursos humanos. “Aqui buscamos precisamente as pessoas que mais precisam, que estão em maior situação de vulnerabilidade. Assim, trabalhamos em linha com nossos valores, que estimulam a inclusão e o desenvolvimento das pessoas”. Muitos dos jovens formados pelo Pescar ao longo dos anos, reforça o executivo, se tornaram funcionários da Unipar. “Priorizamos a contratação de profissionais do entorno das fábricas como apoio à integração ao mercado de trabalho e desenvolvimento, explica o diretor-executivo de recursos humanos da Unipar.

“Como parte do propósito de inclusão e desenvolvimento social das comunidades, todas as fábricas da Unipar empregam colaboradores locais e apoiam projetos sociais relacionados a cultura, educação, meio ambiente e desenvolvimento da região”, prossegue ele.

Como resultado, diz Zappia, a empresa se vê valorizada pelas comunidades e pelos profissionais. “Quando abrimos vagas, somos disputados no mercado. E fomos muito bem avaliados em uma pesquisa de satisfação interna que realizamos com a organização Great Place to Work”, declara. “Esses públicos entendem que a Unipar está, de fato, preocupada com as pessoas”.

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame