Exame Invest
ESG

Grupo de 50 países se compromete a proteger um terço do planeta até a próxima década

PUBLICADO EM: 11.1.21 | 17H34
Em evento francês que discutiu impactos das mudanças climáticas na economia global, países assinaram termo de compromisso para preservar ao menos 30% das terras e mares
queimada_amazonia_pantanal

Preservação ambiental: Líderes de 50 nações prometem defender 30% de toda a extensão terrestre e marítima do mundo até 2030 (Bruno Kelly)

Imagem da Editoria Exame Invest
Maria Clara Dias

Repórter da Exame



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

Em uma tentativa de frear as mudanças climáticas e ajudar a alavancar a proteção de biomas, uma coalizão de 50 países se uniu em um pacto para preservação de 30% de toda a extensão de terras e oceanos do mundo. Os signatários se comprometeram a retardar a extinção em massa de espécies marinhas e terrestres e proteger os mares até 2030.

As melhores oportunidades podem estar nas empresas que fazem a diferença no mundo. Veja como com a EXAME Research

A declaração foi feita durante o evento One Planet Summit for Biodiversity, cúpula organizada pelo governo francês de Emmanuel Macron, Banco Mundial e pela Organização das Nações Unidas (ONU) e que aconteceu hoje (11), em Paris.

Os países fazem parte da chamada High Ambition Coalition pela Natureza e Pessoas (HAC), grupo intergovernamental de defesa da natureza que inclui mais de 50 governos de seis diferentes continentes e é co-presidida pelo Reino Unido, França e Costa Rica. Lançado oficialmente hoje, o HAC parte de uma reunião entre os países para a definição de estrutura e linhas de atuação, que aconteceu ainda em 2019.

De acordo com a organização do evento, o principal objetivo da cúpula que acontece em Paris é estabelecer novos padrões de comprometimento de países com a proteção da natureza e definir o ponto central do “Acordo de Paris para a natureza”, a ser firmado na próxima Conferência das Nações Unidas pelo Clima (COP15), que acontecerá na cidade chinesa de Kunming, em maio.

Segundo o jornal britânico The Guardian, o HAC espera compromissos antecipados de países como Colômbia, Costa Rica, Nigéria, Paquistão e Canadá na construção do acordo - e ainda durante o evento francês.

“Sabemos que não há caminho para combater as mudanças climáticas que não envolva um aumento maciço em nossos esforços para proteger e restaurar a natureza. Assim, como co-anfitrião da próxima Conferência do Clima, o Reino Unido está absolutamente comprometido em liderar a luta global contra a perda de biodiversidade e temos orgulho de atuar como co-presidentes da High Ambition Coalition”, disse o Ministro do Meio Ambiente do Reino Unido, Zac Goldsmith, ao The Guardian.

A França também aproveitou a ocasião para apresentar um novo grupo: a Coalizão por um Mar Mediterrâneo Exemplar em 2030, esforço que conta com a participação de seis países e busca atingir metas de sustentabilidade na pesca e no transporte marítimo.

De 0 a 10 quanto você recomendaria Exame para um amigo ou parente?

Clicando em um dos números acima e finalizando sua avaliação você nos ajudará a melhorar ainda mais.

Imagem da Editoria Exame Invest
Maria Clara Dias

Repórter da Exame


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame