Exame Invest
ESG

Marfrig e ADM criam marca de carne a base de plantas nos EUA

PUBLICADO EM: 18.9.21 | 9H50
ATUALIZAÇÃO: 18.9.21 | 9H51
A estratégia difere do que foi feito na América Latina, indo além dos produtos convencionais sem carne, como almôndegas vegetarianas e hambúrgueres
carne de planta

Marcas de carne vegetal: supermercados americanos terão mais uma marca à disposição dos consumidores

Imagem da Editoria Exame Invest
Bloomberg



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 3MIN

Supermercados dos Estados Unidos terão outra empresa do mercado de carne à base de plantas disputando espaço nas prateleiras com marcas como Beyond Meat, Impossible Foods e Tyson Foods.

A Archer Daniels Midland planeja lançar seu primeiro portfólio à base de plantas nos EUA por meio da PlantPlus Foods, uma joint venture com a Marfrig Global Foods, no primeiro trimestre de 2022, segundo Letícia Gonçalves, presidente da Global Foods, unidade de nutrição da ADM. Embora os detalhes não tenham sido divulgados, a executiva disse que a estratégia da empresa difere do que foi feito na América Latina, indo além dos produtos convencionais sem carne, como almôndegas vegetarianas e hambúrgueres.

“Os americanos estão abertos a novos formatos que não existem no segmento animal, como refeições preparadas com ingredientes à base de proteínas vegetais”, disse Gonçalves.

Além do varejo, a estratégia é se expandir no segmento de food service nos EUA, onde muitos restaurantes oferecem não apenas um item sem carne, mas todo um cardápio à base de vegetais, destacou a executiva.

O setor global de proteínas à base de plantas, que movimenta US$ 10 bilhões, deve triplicar na próxima década em meio à expansão dos maiores produtores de carne do mundo como JBS e Tyson no crescente mercado dominado por empresas de carne alternativa, como Beyond Meat e Impossible Foods. Mais da metade dos consumidores de carne tem provado proteínas alternativas, segundo pesquisa da ADM, que passou a focar no segmento como forma de diversificar seu volátil e tradicional negócio de compra e transporte de produtos agrícolas.

Esteja preparado para discutir sobre ESG e aprenda com empresas que já vivem essa realidade

Investida na Europa

A empresa de Chicago também vem apostando na expansão do negócio de carne alternativa fora das Américas. A ADM tem trabalhado com potenciais parceiros na Europa não somente no fornecimento de ingredientes ou tecnologia para alimentos à base de plantas, mas também para fabricar produtos que empresas locais de alimentos possam vender com marcas próprias.

A ADM tem planos futuros de expandir sua presença nas prateleiras fora da América Latina e dos Estados Unidos com marca própria, embora o principal negócio ainda seja o fornecimento de soluções e ingredientes para clientes que produzem seus produtos finais.

“Estamos explorando parceiros em potencial para o futuro”, disse. “Primeiro queremos que a PlantPlus seja um sucesso nas Américas antes de dar esse passo.”

A parceria da PlantPlus Foods foi aprovada por órgãos reguladores há cerca de um ano, e os primeiros produtos começaram a ser vendidos em maio em supermercados e para clientes do setor de alimentos da América Latina, incluindo a rede Subway e restaurantes Outback.

A joint venture tem registrado crescimento de vendas de dois dígitos mensalmente desde o lançamento, acompanhando o crescimento no mercado geral de carnes alternativas da região, de acordo com Roberto Ciciliano, que comanda a ADM Nutrition na América Latina.

“Vemos esse mercado decolando nos próximos três anos na região, depois de a pandemia ter atrasado um pouco esse ritmo de crescimento”, disse.

  • Ouça o podcast ESG de A a Z e fique por dentro de tudo que acontece no capitalismo de stakeholder

Imagem da Editoria Exame Invest
Bloomberg


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame