Exame Invest
ESG

Marta se torna líder global de Diversidade e Inclusão da LATAM

PUBLICADO EM: 20.7.21 | 15H58
ATUALIZAÇÃO: 20.7.21 | 22H09
Anúncio da LATAM busca fortalecer diversidade e inclusão na empresa e também nos projetos de marca
Marta assume cargo de líder global de diversidade e inclusão na LATAM

Imagem da Editoria Exame Invest
Marina Filippe

Jornalista



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

A jogadora de futebol Marta Vieira da Silva acaba ser anunciada como Líder Global de Diversidade e Inclusão do Grupo Latam. Numa parceria de longo prazo, a atleta vai ajudar o grupo em seu processo de transformação cultural para ser mais inclusivo e diverso em gênero, pessoas com deficiência e diversidade de profissionais.

As melhores oportunidades podem estar nas empresas que fazem a diferença no mundo. Veja como com a EXAME 

Marta também ajudará a fortalecer a marca do grupo nos mercados em que atua, especialmente no Brasil. A ação tem assinatura da Graphene IPG (WMcCann + MRM Brasil).

“Temos profundo respeito pelo legado da Marta, que ultrapassa o futebol. Também temos total consciência de que há um longo caminho rumo à inclusão e à diversidade. Vamos juntos construir caminhos para um mundo sem fronteiras”, diz Jerome Cadier, presidente da LATAM Brasil.

Formalmente a LATAM tem compromissos como ao menos 40% de mulheres no total de funcionários até 2030. A mesma proporção no corpo executivo deve ser alcançada até 2025. Além disso, a companhia faz coalizões com grupos de apoio à diversidade nas empresas.

Marta

Brasileira, seis vezes eleita a melhor jogadora de futebol do mundo, Marta é embaixadora global da ONU Mulheres e Defensora dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU (Organização das Nações Unidas).

Com a LATAM, ela participará de ações internas e externas que vão ajudar o grupo a romper barreiras para construir um mundo sem fronteiras e com oportunidades iguais para todos.

“Estou muito feliz e honrada em trabalhar com a LATAM. Quem me conhece sabe que defendo liberdade e oportunidade para todas e todos escolherem o que querem fazer no esporte ou em qualquer atividade nas suas vidas”, afirma Marta, nova Líder Global de Diversidade e Inclusão da LATAM.

Olimpíadas

O acordo com a LATAM é anunciado às vésperas dos Jogos Olímpicos. O momento reforça que, apesar dos feitos únicos, Marta segue para Tóquio sem patrocínio de marca esportiva.

A jogadora afirmou que tem recusado propostas de fabricantes de materiais esportivos por não concordar com os valores oferecidos.

Nos jogos deve usar chuteiras pretas, símbolo do movimento Go Equal, que busca a equidade de gêneros no futebol e segue a campanha iniciada no Mundial da França.

Imagem da Editoria Exame Invest
Marina Filippe

Jornalista


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame