Exame Invest
ESG

McLanche sustentável: McDonald’s terá brinquedos 100% recicláveis até 2025

PUBLICADO EM: 22.9.21 | 14H23
ATUALIZAÇÃO: 24.9.21 | 11H21
Novo compromisso da rede procura unir sustentabilidade e saudabilidade na linha infantil de lanches

McDonald's: McLanche Feliz terá brinquedos 100% sustentáveis

Imagem da Editoria Exame Invest
Maria Clara Dias

Repórter da Exame



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

A busca da Arcos Dorados, franquia operadora do McDonald's no Brasil, América Latina e Caribe, pela sustentabilidade chegou aos brinquedinhos infantis. A rede anunciou nesta quarta-feira, 22, que irá concluir a transição dos brindes do McLanche Feliz para versões 100% sustentáveis até 2025.

Segundo a empresa, os novos brinquedos serão feitos com materiais renováveis, reciclados e certificados, e a substituição dos itens já está em andamento. A mudança acompanha as alterações que já vêm sendo feitas em outros 20 países onde há operação da Arcos Dorados.

“Na Arcos Dorados, temos dois compromissos que norteiam grande parte das nossas ações: cuidar do meio ambiente e oferecer alimentos com altos padrões de qualidade aos nossos clientes. Pensando nisso, ano após ano trabalhamos para evoluir não só na oferta de produtos, como também avançar na redução do uso de materiais que prejudicam o planeta, com ações efetivas que nos permitam assumir compromissos como esse”, diz Gabriel Serber, diretor de impacto social e desenvolvimento sustentável da Arcos Dorados.

Mudanças nos lanchinhos

Desde 2011, o McLanche Feliz se tornou um alvo para as mudanças da rede relacionadas ao bem-estar. De lá para cá, o kit infantil passou a contar com as McFritas Kids em tamanho reduzido para as crianças, eliminou a comunicação com refrigerantes, incluiu Danoninho como opção de sobremesa e os tomatinhos como opção de acompanhamento.

Agora, a decisão ligada aos brinquedos vem logo após a rede anunciar que vai retirar todos os corantes e aromatizantes artificiais de seus lanches infantis em resposta a uma pesquisa feita com pais. A intenção é reajustar o balanço nutricional das combinações, reduzindo significativamente o sódio, a gordura e as calorias.

Ligado ao desenvolvimento sustentável, no início do ano, a empresa firmou o compromisso de substituir, a longo prazo, todas as bandejas de plástico usadas nos restaurantes do Brasil por uma matéria-prima renovável desenvolvida em parceria com a empresa israelense UBQ.

Imagem da Editoria Exame Invest
Maria Clara Dias

Repórter da Exame


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame