McDonald’s vincula bônus de executivos a metas de diversidade | Exame Invest
Exame Invest
ESG

McDonald’s vincula bônus de executivos a metas de diversidade

PUBLICADO EM: 18.2.21 | 17H26
ATUALIZAÇÃO: 19.2.21 | 7H33
Decisão faz parte de um conjunto de medidas em busca de maior transparência e diversidade na companhia
McDonald's

Diversidade no McDonald's: rede de fast-food se comprometeu a ter ao menos 35% da alta gerência composta por grupos sub-representados e 45% de mulheres até 2025

Imagem da Editoria Exame Invest
Maria Clara Dias

Repórter da Exame



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

O McDonald’s disse que planeja vincular 15% dos bônus de executivos ao cumprimento de metas que incluem diversidade e inclusão. A rede de fast-food também começou a divulgar dados sobre a composição racial da força de trabalho, medidas de peso de uma das maiores empresas dos EUA para refletir melhor a população.

Entre as informações que o McDonald’s divulgou pela primeira vez está uma análise completa dos funcionários nos EUA por raça, etnia e gênero, uma vitória para defensores da transparência e investidores que pressionam cada vez mais por medidas que abordem a desigualdade social do país.

Quer entender como as práticas ambientais, sociais e de governança garantem solidez às companhias? Clique aqui

Além de divulgar publicamente dados demográficos de trabalhadores - incluídos em um formulário conhecido como EEO-1 que empresas são obrigadas a enviar ao governo dos EUA - a gigante de fast-food traçou um plano para aumentar o número de pessoas não brancas em altos cargos de gerência e para alcançar a paridade de gênero globalmente, de acordo com documento regulatório publicado na quinta-feira.

“Não podemos ser complacentes na busca por nossa melhora e de nossas comunidades. Poucas marcas no mundo têm nosso tamanho e alcance”, disse o CEO do McDonald’s, Chris Kempczinski, em memorando enviado aos funcionários na quinta-feira e visto pela Bloomberg News. “Nossos clientes, franqueados, funcionários, fornecedores e acionistas esperam que façamos a diferença.”

Como parte das novas métricas, o McDonald’s tem como meta que 35% da alta gerência nos EUA seja composta por grupos sub-representados até 2025 contra 29% atualmente. A rede também visa 45% de mulheres em cargos do alto escalão globalmente até 2025 e 50% até 2030 em comparação com 37% agora.

 

De 0 a 10 quanto você recomendaria Exame para um amigo ou parente?

Clicando em um dos números acima e finalizando sua avaliação você nos ajudará a melhorar ainda mais.


Recomendado para você


Leia também

Imagem da Editoria Exame Invest
Maria Clara Dias

Repórter da Exame


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame