Salles: Nós acordamos para a bioeconomia, mas hoje é uma miragem | Exame Invest
Exame Invest
ESG

Salles: Nós acordamos para a bioeconomia, mas hoje é uma miragem

PUBLICADO EM: 6.4.21 | 9H47
ATUALIZAÇÃO: 13.4.21 | 15H17
O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, negou nesta segunda-feira, 5, que o governo ignore o tema da bioeconomia, porém considerou o conceito atualmente ser apenas uma "miragem"
O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, durante cerimônia de sanção do projeto de lei (PL 1.095/2019) que aumenta pena para crimes de maus-tratos a animais.

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, negou nesta segunda-feira, 5, que o governo ignore o tema da bioeconomia, porém considerou o conceito atualmente ser apenas uma "miragem" (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Imagem da Editoria Exame Invest
Estadão Conteúdo



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 1MIN

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, negou nesta segunda-feira, 5, que o governo ignore o tema da bioeconomia, porém considerou que o conceito de sistemas de produção baseados na substituição de recursos fósseis e não renováveis é atualmente apenas uma "miragem" diante da falta de incentivos para atração de capital privado.

A Exame Academy lançou um curso sobre ESG -- práticas ambientais, sociais e de governança. Conheça agora

"Nós acordamos para a bioeconomia, mas hoje é uma miragem", afirmou o ministro, aproveitando para questionar por que os governos anteriores não investiram na transição à economia de baixo carbono embora tivessem, citando o "governo do PT", apoio no Congresso e situação orçamentária "invejável".

Salles fez o comentário durante live sobre desenvolvimento sustentável na Amazônia transmitida pela Fundação Getulio Vargas (FGV), na qual disse não ser contra pesquisas, e "muito menos" contra a ciência. No entanto, avaliou que o norte das pesquisas é dado pelo mercado, e no Brasil falta incentivo, como planejamento tributário, isenções e facilitação de patentes, para atrair o investimento privado no desenvolvimento da bioeconomia na Amazônia.

"Se você tem uma mentalidade contra setor privado, você cria regras e mecanismos burocráticos, que é uma forma de evitar que o setor privado entre na região", assinalou Salles.


Recomendado para você


Leia também

Imagem da Editoria Exame Invest
Estadão Conteúdo


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame