Campanha da Renner arrecada fundos para projetos de empoderamento feminino | Exame Invest
Exame Invest
ESG

Campanha da Renner arrecada fundos para projetos de empoderamento feminino

PUBLICADO EM: 1.4.21 | 8H00
ATUALIZAÇÃO: 13.4.21 | 15H25
Entre os dias 1 e 30 de abril, o lucro das lojas da rede serão revertidos em doações para projetos sociais de apoio a mulheres

Lojas Renner: atriz Lucy Ramos, jornalista e produtora de conteúdo Luiza Brasil e a adovogada e apresentadora Gabriela Prioli estampam campanha de empoderamento feminino

Imagem da Editoria Exame Invest
Maria Clara Dias

Repórter da Exame



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

Durante o mês de abril, a Lojas Renner vai destinar parte da receita de todas marcas da rede para projetos de apoio financeiro e social de mulheres da cadeia têxtil. A ação, que acontece até o dia 30 de abril, irá reverter parte do valor das vendas a projetos mantidos pelo Instituto Lojas Renner, braço de filantropia da rede.

As campanhas de arrecadação do instituto acontecem anualmente desde 2008 e, há três anos, a ação leva o nome de #TodasAvançamJuntas. Neste ano, o esforço reunirá pela primeira vez as outras três lojas do grupo na destinação de recursos, ao invés de apenas a Renner. São elas: Camicado, Youcom e Ashua.

Nos casos da Ashua e Renner, 5% da receita líquida das vendas do e-commerce será destinada para os projetos sociais apoiados pelo Instituto. Para Youcom, esse valor será de 1%. Já a Camicado destinará 100% do lucro bruto obtido nas vendas online das peças da coleção Mestras do Barro, confeccionadas por um coletivo de artesãs de Minas Gerais.

“A Lojas Renner tem uma estratégia ampla e sólida na área da sustentabilidade. O movimento Todas Avançam Juntas, e o trabalho do Instituto, representam nosso avanço no propósito de construir uma moda cada vez mais responsável, não só do ponto de vista ambiental, mas também social e econômico”, disse Eduardo Ferlauto, diretor executivo do Instituto Lojas Renner.

Desde a sua criação, as campanhas de arrecadação captaram cerca de 22,5 milhões de reais e beneficiaram mais de 20 mil mulheres no Brasil, de acordo com a empresa.

A ação faz parte do comprometimento da Renner com ações socioambientais e apoio a mulheres na cadeia da moda consciente como artesãs, tecelãs, costureiras e empreendedoras.

Desde 2017, o Instituto também mantém o projeto Tecendo Autonomia, que tem como objetivo qualificar líderes comunitárias e produtoras rurais de algodão de comunidades quilombolas e indígenas no norte de Minas Gerais. Em quatro anos, o projeto já gerou 6,5 toneladas de algodão agroecológico, que foram incorporadas à cadeia produtiva da Renner, segundo a empresa.

De 0 a 10 quanto você recomendaria Exame para um amigo ou parente?

Clicando em um dos números acima e finalizando sua avaliação você nos ajudará a melhorar ainda mais.

 


Recomendado para você


Leia também

Imagem da Editoria Exame Invest
Maria Clara Dias

Repórter da Exame


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame