ESG

Tembici oferece bicicleta de graça para quem vai se vacinar

PUBLICADO EM: 25.5.21 | 8H00
ATUALIZAÇÃO: 25.5.21 | 14H16
Startup que opera as conhecidas bicicletas do Itaú firma parcerias com as prefeituras de São Paulo, Salvador, Vila Velha e Rio de Janeiro para promover acesso aos drive-thrus
tembici recebe investimento

As bicicletas da Tembici: parceria com prefeituras e governos permite a qualquer bicicleta utilizar os drive-thrus de vacinação (SM2)

Imagem da Editoria Exame Invest
Rodrigo Caetano

Repórter ESG| rodrigo.sabo@exame.com



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

A startup de mobilidade Tembici, que opera as conhecidas bikes do Itaú, irá fornecer viagens gratuitas de bicicleta para pessoas que forem se vacinar. A empresa firmou parcerias com as prefeituras e órgão de saúde de São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Vila Velha e com o governo de Pernambuco, para viabilizar o acesso das bikes aos drive-thrus de vacinação – a liberação das bicicletas vale para todas, não apenas para as bikes da empresa.

Quer aprender mais sobre ESG? Conheça o novo curso da Exame Academy

Para utilizar o serviço, o ciclista terá de baixar o aplicativo Bike Itaú ou Tembici (para moradores de Vila Velha), criar uma conta, caso não tenha, selecionar o plano “vacinação” e adicionar o código PRIMEIRA ou SEGUNDA.

“A bicicleta já é consolidada como meio de transporte em muitas cidades e entendemos que seria fundamental incluir os ciclistas para entrada nos drive-thrus de vacinação”, afirma Tomás Martins, cofundador e CEO da Tembici.

Para evitar o contágio pelo compartilhamento das bicicletas, a Tembici tomou algumas medidas. As bikes são limpas diariamente com álcool 70% e cloro diluído em água e a liberação do equipamento será feita por QR Code, direto do celular, sem a necessidade de digitar códigos nas plataformas. As bicicletas também receberam etiquetas com recomendações de uso e cuidados durante a viagem.

Pandemia incentiva o ciclismo

A pandemia fez o brasileiro adotar o ciclismo com maior ênfase. Segundo uma pesquisa do Itaú, os consumidores aumentaram seus gastos com bicicletas em 54,4% no ano passado. O levantamento leva em consideração os gastos com cartões de crédito e débito processados pela Rede, empresa de pagamentos eletrônicos do banco.

O crescimento do uso da bicicleta é, na realidade, uma tendência mundial. Tanto que a maior fábrica de bikes do mundo, a chinesa Giant, precisou reativar suas fábricas fechadas na China para dar conta da demanda. Este ano, a empresa inaugura uma fábrica na Hungria, capaz de produzir 300 mil bicicletas por ano.

Esteja sempre informado sobre as notícias que movem o mercado. Assine a EXAME

 

Imagem da Editoria Exame Invest
Rodrigo Caetano

Repórter ESG| rodrigo.sabo@exame.com


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame