Exame Invest
Taxas, tributos e prazos
SALVE O SEU PROGRESSO

Como é a tributação de fundos de investimento?

As aplicações em fundos de investimentos têm custos como taxas de administração e custódia e pagam Imposto de Renda (IR). O IR incide sobre a rentabilidade, e a alíquota é aplicada conforme o prazo de aplicação seguindo uma tabela regressiva. Ou seja, quanto maior o prazo de aplicação, menor a alíquota.

A cobrança é feita de forma semelhante em fundos de longo prazo e de curto prazo, de forma antecipada e semestralmente. A exceção são os fundos de ações.

A cada seis meses, em maio e novembro, os fundos de renda fixa, cambiais e multimercados sofrem uma cobrança antecipada do Imposto de Renda, conhecida como come-cotas. O valor cobrado depende do tipo de fundo: para fundos de longo prazo, a alíquota é de 15%; para fundos de curto prazo é 20%. 

Como se trata de uma cobrança antecipada, o investidor pagará apenas a diferença do valor devido lá na frente, quando decidir fazer o resgate do investimento.

Os fundos de ações não têm cobrança de come-cotas: existe em seu lugar a cobrança de uma alíquota única de 15% sobre o rendimento, descontada diretamente na fonte. 

As taxas dos fundos de investimento

Os fundos de investimento também contam com taxas que os investidores precisam pagar. Conheça as principais:

 Taxa de administração

A taxa de administração é cobrada nos fundos de investimento de renda fixa ou variável e serve para remunerar os gestores do fundo, além de financiar sua operação.

Em tempos de juros baixos, é importante ficar atento para que a taxa não signifique um desconto tão grande do rendimento que ele acabe perdendo para a inflação do período ou até negativo. 

Segundo especialistas em finanças, a taxa faz sentido em casos de fundos com gestão ativa, em que o gestor monta e executa um trabalho estratégico para buscar o rendimento. Fundos de gestão passiva, como os de renda fixa que aplicam em títulos do Tesouro, deveriam cobrar taxas mais baixas.

Taxa de performance

A taxa de performance também é cobrada nos fundos de investimento, especialmente os de gestão ativa, como os de ações e os multimercados. Essa taxa serve como uma bonificação para o gestor que conseguir superar suas metas de rentabilidade, em geral definidas como percentuais acima de um benchmark (um índice de referência). Em geral, é cobrado um percentual de 20% sobre os rendimentos que superaram a meta previamente estabelecida. 

Antes de investir em um fundo, o investidor deve avaliar a possibilidade da cobrança da taxa de performance e checar a meta estabelecida pelo gestor. 

Chamada para acessar a Exame Academy
Mosaico do rodapé com as cores da Exame