Exame Invest
Quem é você no mundo dos investimentos
SALVE O SEU PROGRESSO

Qual é a minha tolerância ao risco de investimento?

A tolerância ao risco de investimento é a capacidade e a disposição que um investidor tem de suportar grandes oscilações de valor para baixo (perdas) nos investimentos. A tolerância é fundamental para determinar o perfil de investidor: quanto maior a tolerância, mais próximo do perfil arrojado o investidor estará.

O contrário também é verdadeiro: quanto mais baixa a tolerância ao risco, mais próximo do perfil conservador o investidor estará.

Saiba como investir a partir do seu nível de tolerância ao risco: conheça o curso O Manual do Investidor, da EXAME Academy.

Risco de investimento conforme perfil de investidor

São três os perfis de investidor mais comuns: conservador, moderado e arrojado. Cada um deles possui características específicas e tem um grau de tolerância ao risco diferente.

Investidor conservador

  • Baixa tolerância ao risco: não quer comprometer seus investimentos;
  • Prioriza a segurança do capital investido;
  • Maior necessidade de preservação do patrimônio e liquidez;
  • Não curte grandes oscilações do mercado;
  • Gosta de ter previsibilidade de seus rendimentos;
  • Costuma investir em: Tesouro Direto, CDBs.

Investidor moderado

  • Média tolerância ao risco: prioriza a segurança ao investir, mas se arrisca um pouco quando visa uma maior rentabilidade;
  • Sabe dosar a quantidade de risco de investimento a que deseja se expor;
  • Investe mais em renda fixa, mas pode aplicar um percentual da sua carteira em ativos de renda variável;
  • Costuma investir em: Tesouro Direto, CDBs, CDIs, ações e fundos imobiliários.

Investidor agressivo (ou arrojado)

  • Alta tolerância ao risco: abre mão de parte de sua segurança em busca de altos retornos;
  • Investe em produtos mais arriscados;
  • Maior parte do seu investimento é em produtos mais arriscados de renda variável;
  • Costuma investir em: ações, opções, contratos futuros, criptoativos.

Qual a diferença entre disposição e capacidade a riscos?

É bastante comum que investidores iniciantes confundam disposição a correr riscos com capacidade de correr riscos. A disposição é sobre a vontade que um investidor tem de abrir mão da segurança em troca de uma maior rentabilidade.

Já a capacidade diz respeito à habilidade de um investidor de realmente acompanhar uma grande queda no valor dos seus investimentos sem precisar entrar em pânico ou querer resgatar tudo e realizar prejuízos. Por essa razão, antes de começar a investir, é muito importante conhecer seu perfil de investidor e sua real tolerância ao risco. 

Chamada para acessar a Exame Academy
Mosaico do rodapé com as cores da Exame