Exame Invest
Quem é você no mundo dos investimentos
SALVE O SEU PROGRESSO

Rentabilidade ou liquidez: qual a diferença?

Três aspectos fundamentais devem ser considerados ao se analisar um investimento: o seu risco, a sua liquidez e a sua rentabilidade. Esses três fatores formam o chamado tripé ou tríade dos investimentos. Eles são chamados assim porque servem como uma base de análise para a tomada de decisão do investidor.

Os três fatores raramente estarão juntos e na mesma proporção em um único investimento. Isso significa que toda escolha de investimento representará uma renúncia a pelo menos um desses três aspectos.

Saiba como começar a investir e ter maior rentabilidade dos investimentos com o curso Manual do Investidor. Clique aqui e se inscreva!

Diferenças entre rentabilidade, liquidez e risco

Apesar de os três pilares serem diferentes, há quem faça confusão, principalmente entre rentabilidade e liquidez.

Rentabilidade de investimentos

A rentabilidade de investimentos representa o valor a mais que o investidor receberá de volta por um investimento depois de um determinado período. Ou seja, é a diferença de valor entre o investido e o resgatado.

Costuma ser o percentual de quanto seu investimento terá ou teve de retorno. É similar ao rendimento, só que esse, por sua vez, é expressado por um número e não por percentual.

Liquidez

A liquidez diz respeito à facilidade e ao tempo com que o investidor pode resgatar o valor investido e ter o dinheiro “no bolso”, pronto para ser utilizado.

Risco ao investir

O risco é a probabilidade de perda que esse investimento proporciona. Quanto maior o risco, maior a chance de prejuízos.

Risco e retorno costumam ter correlação positiva: ou seja, se movem juntos. Um investimento conservador como a renda fixa possui baixo risco e baixa rentabilidade. Por outro lado, o investimento em ação possui alto potencial de rentabilidade e riscos elevados.

Com a redução nos últimos anos das taxas de juros, nenhum investimento sozinho apresenta alta rentabilidade, alta liquidez e baixo risco. Mas esses objetivos podem ser equilibrados por meio da diversificação dos investimentos. Isso significa alocar uma parte dos investimentos em produtos com maior rentabilidade, outra com maior liquidez, e uma terceira parte em ativos com menor risco.

Chamada para acessar a Exame Academy
Mosaico do rodapé com as cores da Exame