A taxa Selic voltará aos dois dígitos? | Exame Invest
Exame Invest
Invest

A taxa Selic voltará aos dois dígitos?

PUBLICADO EM: 22.3.21 | 19H37
ATUALIZAÇÃO: 22.3.21 | 20H21
O índice é um dos principais indicadores macroeconômicos do país, e, na última semana, saiu de uma tendência de queda que já ocorria há seis anos
Pátria Investimentos varejo fundos estratégia

Taxa Selic: Copom aumentou a taxa de juro em 0,75 p.p para 2,75% ao ano

Imagem da Editoria Exame Invest
Da Redação

Repórter da Exame



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 1MIN

É comum escutar que a taxa Selic é a “taxa mãe” da economia. E isso acontece porque ela é um parâmetro para os juros cobrados em qualquer empréstimo. O índice é um dos principais indicadores macroeconômicos do país, e, na última semana, saiu de uma tendência de queda que já ocorria há seis anos.  

O Comitê de Política Monetária, conhecido como Copom, anunciou o aumento da taxa Selic para 2,75% ao ano. A alta foi de 0,75 ponto percentual e veio acima da expectativa do mercado. Um dos motivos para a decisão é a alta da inflação no país. A taxa Selic é um dos mecanismos usados pelo Banco Central para controlar o aumento de preços. 

Como a alta da Selic impacta os investimentos em renda fixa? Confira a EXAME Invest Pro e receba recomendações exclusivas de investimentos

Para os investidores a dúvida que surge é: será que a decisão do Copom pode ser entendida como uma esperança para os investimentos em renda fixa? No episódio #019, economistas e especialistas em renda fixa falam sobre como a Selic mais alta influencia na inflação do país e quais devem ser as expectativas para os investimentos ao longo do ano. 


Recomendado para você


Leia também

Imagem da Editoria Exame Invest
Da Redação

Repórter da Exame


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame