Exame Invest
Mercados

Abertura de mercado: commodities desabam com variante delta no radar

PUBLICADO EM: 9.8.21 | 8H59
Demanda por petróleo e minério de ferro sofre com avanço do coronavírus em China, Estados Unidos e Europa
minerio-de-ferro-duisburg-alemanha-Krisztian-Bocsi-Bloomberg

Expectativa é de que o enfraquecimento da retomada econômica afete a demanda por commodities | Foto: Krisztian Bocsi/ Bloomberg

Foto de Beatriz Quesada da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Beatriz Quesada

Repórter de mercados, passou pelas redações da revista Capital Aberto e rádio BandNews FM | beatriz.quesada@exame.com



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

A semana começa com fortes quedas no mercado de commodities, em especial para o petróleo e o minério de ferro. O motivo é o avanço da variante delta do coronavírus nos Estados Unidos, na Europa, e, principalmente, na China.

“A pandemia ainda é um assunto que faz parte da dinâmica de mercado apesar do avanço da vacinação. O avanço de novas variantes, em especial a delta, deixam os investidores com uma pulga atrás da orelha, causando um dia de ‘risk-off’ no mercado de commodities”, afirma Jerson Zanlorenzi, responsável pela mesa de renda variável e derivativos do BTG Pactual digital, na Abertura de Mercado desta segunda-feira, 9. 

No noite de domingo, 8, o Goldman Sachs divulgou relatório rebaixando a projeção de crescimento do PIB do gigante asiático de 8,6% para 8,3% em 2021 devido ao novo surto de covid-19 no país. 

A expectativa é de que o enfraquecimento da retomada econômica afete a demanda por commodities. Como consequência, o petróleo Brent recua 3,92%, enquanto o WTI, referência para o mercado americano, cai 4,13% nesta manhã. 

Já o minério de ferro, em Dalian, cai cerca de 4%. No caso do minério, as quedas da commodity estão também relacionadas aos esforços sustentáveis da China para reduzir a produção de aço e, consequentemente, as emissões de poluentes.

Números de importação chineses divulgados no último sábado, 7, mostram que as importações de cobre e minério de ferro caíram pelo quarto mês consecutivo em julho. As compras de petróleo ficaram abaixo de 10 milhões de barris por dia também pelo quarto mês seguido, e mostram queda de quase 6% no ano.

No Brasil, investidores ficam atentos aos efeitos que as quedas podem ter nas ações de Vale (VALE3) e Petrobras (PETR3/PETR4), dois dos papéis com maior peso no Ibovespa. Assista ao programa completo e entenda o que deve ser notícia no mercado esta semana:

Com Bloomberg

Esteja sempre informado sobre as notícias que movem o mercado. Assine a EXAME

Foto de Beatriz Quesada da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Beatriz Quesada

Repórter de mercados, passou pelas redações da revista Capital Aberto e rádio BandNews FM | beatriz.quesada@exame.com


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame