Exame Invest
Mercados

Ações do Twitter fecham em queda com saída de Jack Dorsey como CEO

PUBLICADO EM: 29.11.21 | 12H16
ATUALIZAÇÃO: 29.11.21 | 18H25
Papéis chegaram a disparar 9% com rumores da notícia pela manhã; Parag Agrawal, que atua como CTO desde 2017, vai assumir o cargo

Ações do Twitter têm leve queda nesta segunda-feira com a confirmação da saída de Jack Dorsey como CEO | Brendan McDermid/Reuters

Imagem da Editoria Exame Invest
Da redação, com agências



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

As ações do Twitter na Nasdaq fecharam em queda de 2,74% nesta segunda-feira, dia 29, depois da confirmação da saída de Jack Dorsey do cargo de CEO da companhia.

Nos primeiros negócios do dia, quando a notícia ainda não havia sido confirmada, os papéis chegaram a disparar até 9%, enquanto as ações da empresa de pagamentos Square, que também é comandada por Dorsey, subiam 3%. 

Parag Agrawal, que atua como CTO desde 2017 e está no Twitter há mais de uma década, vai assumir o cargo de CEO. Ele estava encarregado da estratégia envolvendo inteligência artificial.

"Eu decidi sair do Twitter porque eu acredito que a companhia está pronta para seguir adiante sem os fundadores", disse Dorsey, que foi co-fundador da companhia em 2006, em comunicado.

O  próximo CEO terá que cumprir os objetivos de crescimento agressivo do Twitter. A empresa disse no início deste ano que pretende atingir uma base de 315 milhões de usuários ativos diários monetizáveis ​​até o final de 2023. Outro objetivo ambicioso é ao menos dobrar sua receita anual naquele mesmo ano.

Não é a primeira vez que o Twitter ficará sem o seu co-fundador no comando. Dorsey foi o CEO da companhia de 2006 a 2008 e retornou ao cargo em 2015 depois da saída do então CEO Dick Costolo. Desde então, as ações acumulam alta de cerca de 85%.

Os BDRs do Twitter (TWTR34) negociados na B3 recuaram 1,38% nesta segunda.

Imagem da Editoria Exame Invest
Da redação, com agências


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame