Exame Invest
Minhas Finanças

Bettina pede desculpas e Empiricus anuncia compliance e alerta de riscos

PUBLICADO EM: 1.10.19 | 15H56
ATUALIZAÇÃO: 2.7.21 | 16H20
Bettina ficou famosa por um vídeo publicitário em que afirmava ter transformado R$ 1 mil em R$ 1 milhão em três anos apenas com os conselhos da empresa
Bettina

Bettina pede desculpas e anuncia uma estrutura de compliance que vai verificar se relatórios seguem as normas dos reguladores

Imagem da Editoria Exame Invest
Da Redação

Repórter da Exame



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

Por Arena do Pavini

Em uma campanha de revisão de marca, a Empiricus divulgou hoje um vídeo de sua funcionária Bettina Rudolph pedindo desculpas e anunciando uma estrutura de compliance que vai verificar se seus relatórios seguem as normas dos reguladores.

Bettina ficou famosa em março por um vídeo publicitário em que afirmava ter transformado R$ 1 mil em R$ 1 milhão em três anos apenas com os conselhos de investimento da empresa.

Intensamente divulgado na internet, o vídeo provocou reações negativas pelo exagero e levou o Procon multar a empresa e o Conselho Nacional de Auto Regulação Publicitária (Conar) a pedir a suspensão da propaganda e de outras cinco. A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) aproveitou o episódio para divulgar orientações sobre a publicidade de analistas financeiros.

No novo vídeo, a copywriter afirma que errou ao não explicar que havia feito outros aportes no período para atingir R$ 1 milhão e pede desculpas pela relação com o público ter começado de maneira errada. Afirma ainda que o vídeo anterior oferecia um curso grátis e sugere que quem tivesse visto o material oferecido poderia ter ganho com a alta da bolsa. Em seguida, faz a divulgação de novos produtos da empresa.

Além do pedido de desculpas, todos os relatórios e vídeos da Empiricus agora aparecem com a mensagem de que ganhos passados não são garantia de retornos futuros, uma das exigências básicas na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), com quem a Empiricus estava em constante confronto. A Empiricus defende que o órgão não tem poder de fiscalização sobre ela por ser um veículo de comunicação e não uma casa de análise.

Segundo o novo vídeo, a Empiricus “deu vários passos no desenvolvimento do nosso departamento de compliance, que hoje é uma referência no mercado editorial brasileiro”.

O compliance, explica a empresa, é responsável por garantir o cumprimento de todas as leis, regras e regulamentos. “Pra você ter ideia, nenhuma empresa de conteúdo sobre investimentos do Brasil possui hoje um compliance tão estruturado – muitos sequer possuem departamento de compliance”, diz o vídeo.

O vídeo mostra ainda uma mudança de atitude em relação à CVM, de menos confronto, ao afirmar que “a gente evoluiu em processos internos e nos aproximamos bastante dos reguladores, tanto do mercado editorial, como principalmente do mercado de capitais brasileiro, em suas diferentes instâncias”. E “adotou um modelo para exposição de alertas de risco de operações que vem sendo utilizado como referência para outros players do mercado”.

Bettina conta também que a Empiricus hoje tem 360 mil assinantes, tem 300 funcionários e está no prédio mais caro da Avenida Faria Lima, centro financeiro de São Paulo.

Imagem da Editoria Exame Invest
Da Redação

Repórter da Exame


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame