Exame Invest
ESG

Corretora que teve 658 vítimas no 11 de setembro faz ação beneficente

PUBLICADO EM: 10.9.21 | 8H33
ATUALIZAÇÃO: 10.9.21 | 8H49
Valor arrecadado com as operações financeiras nesta sexta pela BGC Liquidez será revertido para instituições de caridade; evento acontece em todos os escritórios da BGC no mundo
Pequena bandeira americana é colocada no Memorial do 11 de setembro

Pequena bandeira americana é colocada no Memorial do 11 de setembro, em Nova York | Foto: Chris Pedota/AFP

Imagem da Editoria Exame Invest
Da Redação

Repórter da Exame



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

Uma das maiores tragédias da história moderna e do mercado financeiro completa 20 anos neste sábado, 11 de setembro: é o dia dos ataques terroristas às torres gêmeas do World Trade Center, em Nova York.

Os atentados deixaram quase 3.000 mortos, dos quais 658 profissionais da corretora Cantor Fitzgerald. Cerca de 960 trabalhavam em cinco andares da torre sul do WTC.

Depois da tragégia, em 2004, um spin off (separação) da Cantor deu origem à BGC Partners, uma empresa global de serviços financeiros com as iniciais de seu fundador, Bernard Gerald Cantor.

No ano seguinte, em 2005, a BGC instituiu uma iniciativa para homenagear os colegas que perderam a vida: o BGC Charity Day relembra a data com uma ação realizada em em todos os escritórios da empresa no mundo.

Todo o valor arrecadado com as operações financeiras nesta sexta-feira, 10 de setembro, será revertido para instituições de caridade e para o Cantor Fitzgerald Relief Fund.

No Brasil, o evento está em sua 12ª edição, organizado pela BGC Liquidez, uma das principais corretoras independentes do país.

Neste ano, assim como em 2020, o evento será realizado de maneira totalmente online em razão da pandemia. A BGC Liquidez vai promover três lives com personalidades do mundo empresarial e representantes das entidades beneficiadas para celebrar a data. As lives acontecem às 10h, às 15h e às 16h.

A primeira live, às 10h, terá como convidados o publicitário Nizan Guanaes e o empreendedor Diogo Roberte, um dos fundadores do PicPay; a segunda live, às 15h, receberá Luiz Felipe d'Avila, cientista político e fundador do Centro de Liderança Pública; e a terceira, às 16h, representantes de entidades beneficientes.

Entre as entidades contempladas pelo Charity Day 2021 no Brasil estão a Casa Santa Teresinha de Lisieux, que atende portadores de doenças de pele congênitas; o Instituto Sol, que dá suporte para que estudantes da rede pública possam conquistar uma vaga em alguns dos melhores colégios de São Paulo no Ensino Médio; e o Orfanato Santa Rita de Cássia, que acolhe crianças e adolescentes no Rio de Janeiro, com proteção social e convivência.

“É fundamental ressaltar nosso compromisso de evocar a memória daqueles que perderam suas vidas na tragédia de 11 de Setembro. Acreditamos que a melhor maneira de lembrá-los, ainda mais neste momento tão importante que atravessamos, é apoiando entidades que amparam aqueles de que mais precisam”, diz Erminio Lucci, CEO da BGC Liquidez.

No Brasil, a BGC Liquidez é resultado da incorporação da Liquidez pela BGC Partners em 2009.

O Charity Day é realizado anualmente em todas as filiais da BGC/Cantor/GFI, em Nova York, Paris, Cingapura, Hong Kong, Londres, Sidney, São Paulo e Rio de Janeiro.

Ao todo, desde a primeira edição, já foram destinados mais de 180 milhões de dólares para ONGs no mundo. Somente a Cantor Relief, braço filantrópico da BGC Partners, já arrecadou e distribuiu cerca de 357 milhões de dólares.

Imagem da Editoria Exame Invest
Da Redação

Repórter da Exame


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame