ESG

BMW quer que 25% das vendas na China sejam de carros elétricos até 2025

PUBLICADO EM: 19.4.21 | 11H46
A montadora alemã espera que metade de suas vendas globais sejam de modelos totalmente elétricos até 2030

Imagem da Editoria Exame Invest
Reuters



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 1MIN

A BMW pretende que um quarto de suas vendas na China seja de veículos exclusivamente elétricos até 2025, disse o presidente-executivo, Jochen Goller, nesta segunda-feira. Ano passado, apenas cerca de 4% das vendas da BMW no país foram de veículos com essa motorização.

Quer entender como as práticas ambientais, sociais e de governança trazem maior competitividade às companhias? Clique aqui.

Goller deu essa declaração no salão do automóvel de Xangai. Ele também afirmou que a BMW terá 12 modelos elétricos à venda na China até 2023. A montadora alemã espera que metade de suas vendas globais sejam de modelos totalmente elétricos até 2030.

O executivo acrescentou que a BMW pretende expandir produção na China, mas ainda não tomou a decisão final.

A parceria com da BMW com a montadora chinesa Great Wall Motor, que está construindo uma fábrica na China, começará a fabricar dois modelos Mini elétricos para o mercado global a partir de 2023, disse Goller.

Imagem da Editoria Exame Invest
Reuters


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame