Exame Invest
Minhas Finanças

Caixa libera saque do auxílio emergencial para os nascidos em outubro

PUBLICADO EM: 15.6.21 | 9H47
ATUALIZAÇÃO: 15.6.21 | 9H20
A partir desta terça-feira, os beneficiários nascidos em outubro podem sacar ou transferir a segunda parcela do auxílio emergencial nas agências da Caixa
App auxílio emergencial da Caixa

Caixa: terceira parcela do auxílio será paga a partir de sexta-feira, 18

Foto de Karla Mamona da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Karla Mamona

Repórter da Exame



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 4MIN

A partir desta terça-feira, 15 de junho, os beneficiários do auxílio emergencial 2021 nascidos em outubro podem sacar ou transferir os recursos da 2ª parcela que foram creditados na poupança social digital. O calendário de saque foi antecipado. Antes, a data para retirada estava prevista para o dia 2 de julho. Recursos ainda podem ser movimentados pelo aplicativo Caixa Tem e na Rede Lotérica de todo o país.

O calendário da segunda parcela foi antecipado para todos os beneficiários. Marcado inicialmente para encerrar em 8 de julho, com a possibilidade de saques para os nascidos em dezembro, o segundo ciclo agora finaliza na próxima quinta-feira, dia 17 de junho.

Calendário de saque - segunda parcela

(Caixa/divulgação/Divulgação)

O saque pode ser realizado nas agências da Caixa ou em lotéricas. O horário de funcionamento das agências bancárias é das 8h às 13h. O banco ressalta que não é preciso madrugar ou chegar antes do horário de abertura porque todas as pessoas que procurarem atendimento durante o horário de funcionamento serão atendidas.

Para realizar o saque em dinheiro, é preciso fazer o login no aplicativo Caixa Tem, selecionar a opção “saque sem cartão” e “gerar código de saque”. Depois, o trabalhador deve inserir a senha para visualizar o código de saque na tela do celular, com validade de uma hora.

O código deve ser utilizado para saque em dinheiro nas agências, nas unidades lotéricas ou nos correspondentes Caixa Aqui. Continua disponível aos beneficiários a opção de utilização dos recursos creditados na poupança social digital para a realização de compras, por meio do cartão de débito virtual e QR Code, pagamento de boletos, contas de água, luz, telefone, entre outros serviços.

Com o aplicativo Caixa Tem, também está disponível a funcionalidade para pagamentos sem cartão nas cerca de 13.000 unidades lotéricas do banco. Sobre o saque na lotérica, é preciso fazer o login no aplicativo Caixa Tem, selecionar a opção “saque sem cartão” e “gerar código de saque”. Depois, o beneficiário deve inserir a senha para visualizar o código de saque na tela do celular, com validade de uma hora.

Terceira parcela

Caixa antecipou o calendário da terceira parcela do auxílio emergencial de 2021. O novo calendário tem início nesta sexta-feira, 18, com crédito para os nascidos em janeiro — pelo cronograma anterior, eles receberiam no domingo, 20. Marcado inicialmente para encerrar em 21 de julho, com o crédito para os nascidos em dezembro, o terceiro ciclo agora finaliza no dia 30 de junho.

Pelo novo cronograma, a data para o saque passa a ser 1º de julho, para nascidos em janeiro. O calendário original previa o início da fase de retirada do dinheiro da terceira parcela em 13 de julho. O novo cronograma foi publicado pelo Ministério da Cidadania no Diário Oficial da União de hoje. O governo também antecipou o pagamento da primeira e segunda parcela. 

Para os beneficiários do Bolsa Família, nada muda. Eles continuam a receber o auxílio emergencial da mesma forma e nas mesmas datas do benefício regular. 

Veja o novo calendário:

Mês de nascimentoData do crédito em contaData para saque em dinheiro
Janeiro18 de junho01 de julho
Fevereiro19 de junho02 de julho
Março20 de junho05 de julho
Abril22 de junho06 de julho
Maio23 de junho08 de julho
Junho24 de junho09 de julho
Julho25 de junho12 de julho
Agosto26 de junho13 de julho
Setembro27 de junho14 de julho
Outubro29 de junho15 de julho
Novembro30 de junho16 de julho
Dezembro30 de junho19 de julho

Quem tem direito ao auxílio emergencial em 2021?

Pelas novas regras, estabelecidas pela Medida Provisória 1.039/2021, o auxílio será pago às famílias com renda mensal total de até três salários mínimos, desde que a renda por pessoa seja inferior a meio salário mínimo.

É necessário que o beneficiário já tenha sido considerado elegível até o mês de dezembro de 2020, pois não haverá uma nova fase de inscrições. O recebimento do benefício está limitado a uma pessoa por família, mesmo que o grupo familiar conte com mais de uma pessoa com direito ao auxílio.

Para quem recebe o Bolsa Família, continua valendo a regra do valor mais vantajoso. A família receberá o benefício com maior valor, seja a parcela paga no âmbito do programa, seja o valor do auxílio emergencial.

O valor médio do benefício será de 250 reais, variando de 150 reais a 375 reais, a depender do perfil do beneficiário e da composição de cada família.

Foto de Karla Mamona da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Karla Mamona

Repórter da Exame


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame