Exame Invest
Guia

Como funcionam fundos de investimento?

PUBLICADO EM: 7.1.21 | 10H38
ATUALIZAÇÃO: 24.3.21 | 17H34
Saber as características dos fundos é fundamental para saber se atendem aos seus objetivos e ao seu perfil de investidor
Pilhas de moedas em crescente, representando os resultados com investimento a longo prazo

(Getty Images/EyeEm)

Imagem da Editoria Exame Invest
Da Redação

Repórter da Exame



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

Os fundos de investimento funcionam como uma espécie de condomínio, oferecendo acesso indireto para um conjunto de investidores a diferentes ativos e a uma gestão profissional por meio de cotas, que são frações do fundo.

Isso significa que quem investe em fundos de investimentos, a partir de valores mínimos de aplicação definidos caso a caso, compra cotas. O valor das cotas muda diariamente, acompanhando a performance do fundo. Essa variação diária é chamada de marcação a mercado.

Existem diferentes categorias de fundos, de acordo com os ativos em que investem e as estratégias que adotam. Os principais e mais populares no Brasil são: fundos de renda fixarenda fixa, fundos de ações, multimercados e cambiais. Ou seja, fundos podem fazer a alocação em diversos ativos, como ações, juros, moedas e títulos públicos.

Como investir em fundos

Para investir em fundos o primeiro passo é escolher aquele que mais atende aos seus objetivos financeiros - e compreender se realmente os fundos são o produto mais recomendado ao seu perfil. Pensando nisso, a EXAME desenvolveu um quiz interativo de perfil de investidor(a), com relatórios e recomendações a partir dos resultados de cada internauta.

Vantagens dos fundos

O responsável por cuidar dos investimentos é o gestor, um profissional do mercado financeiro que fica responsável por tomar as decisões de compra e venda de ativos para o fundo, seguindo diretrizes pré-definidas.

A principal vantagem de investir em um fundo é justamente contar com o olhar de um especialista para tomar decisões de investimento. Outra vantagem importante é a oportunidade de diversificar a carteira, uma vez que, com apenas uma operação, o investidor pode ter acesso a vários ativos diferentes. No caso de fundos multimercados, são ativos de categorias diferentes, como ações, juros e câmbio, entre outros.

Imagem da Editoria Exame Invest
Da Redação

Repórter da Exame


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame