Cotação do FII mudou entre fechamento e abertura seguinte? Saiba o por quê | Exame Invest
Exame Invest
Minhas Finanças

Cotação do FII mudou entre fechamento e abertura seguinte? Saiba o por quê

PUBLICADO EM: 22.11.20 | 7H00
ATUALIZAÇÃO: 23.11.20 | 18H20
O professor Arthur Vieira de Moraes, da EXAME Research, responde dúvidas dos leitores sobre fundos imobiliários
Prédios construídos pela Gafisa

Ajuste contábil feito pela bolsa pode causar dúvidas

Foto de Beatriz Quesada da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Beatriz Quesada

Repórter especializada na cobertura de mercados. Formada pela ECA-USP, passou pelas redações da revista Capital Aberto e rádio BandNews FM.



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

O professor Arthur Vieira de Moraes, especialista em fundos imobiliários da EXAME Research (a divisão de análise de investimentos da EXAME), responde a perguntas de investidores em seu programa semanal. O FIIs em EXAME vai ao ar toda sexta-feira às 15h no canal da casa de análises no YouTube.

Veja abaixo uma das perguntas respondidas no último programa, que foi ao ar nesta sexta-feira, 20 de novembro:

Como aproveitar a retomada para ganhar com fundos imobiliários? A EXAME Academy fará de você um especialista no setor. Assine

Dúvida do leitor: Um FII fecha o dia com cotação a 129 reais e abre o dia seguinte a 122 reais. Como pode acontecer essa diferença de preços do fechamento para a abertura seguinte?

Resposta do professor Arthur Vieira de Moraes:  

Caro leitor, essa variação é um ajuste que a B3 faz sempre que existe uma distribuição de proventos por parte do fundo, incluindo rendimentos. Em resumo, é um ajuste contábil feito pela bolsa.

Por exemplo: quem comprou a cota a 129 reais, comprou um ativo que tem um valor agregado a fluxos futuros que espera receber. Quando um desses fluxos é distribuído em dinheiro para o cotista, a B3 ajusta esse valor na cota.

Isso porque o novo cotista adquire o ativo depois da distribuição, então não tem direito ao valor que foi recebido pelo investidor mais antigo — seja em caso de dividendos, amortização ou direitos de subscrição. 

(EXAME/Exame)

Envie também sua dúvida para o professor. O endereço para envio está aqui.

No curso “Patrimônio e renda com fundos imobiliários“, Arthur Vieira de Moraes ensina a investir em imóveis através de fundos imobiliários. O professor ajuda os alunos a entenderem como funcionam e porque é vantajoso investir em FIIs. O conteúdo mostra como é possível diversificar a carteira, aumentar o patrimônio e renda de forma tão ou mais segura quanto um dos investimentos mais tradicionais do país. Ao final do curso, o aluno é capaz de investir em fundos imobiliários e tem o conhecimento necessário sobre os mecanismos de proteção ao investimento. Inscreva-se já.


Recomendado para você


Leia também

Foto de Beatriz Quesada da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Beatriz Quesada

Repórter especializada na cobertura de mercados. Formada pela ECA-USP, passou pelas redações da revista Capital Aberto e rádio BandNews FM.


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame