Exame Invest
Mercados

Elon Musk tuíta uma palavra e acirra briga sobre ações da GameStop

PUBLICADO EM: 26.1.21 | 22H36
ATUALIZAÇÃO: 26.1.21 | 22H45
Homem mais rico do mundo sinaliza apoio a traders e investidores que fizeram as ações da rede varejista de games disparar quase 700% neste ano
elon musk

Imagem da Editoria Exame Invest
Da Redação

Repórter da Exame



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 3MIN

A disputa em torno das ações da GameStop, a maior rede varejista de games dos Estados Unidos, ganhou novos capítulos nesta terça-feira, 26. E um dos responsáveis por atrair mais atenção foi o homem mais rico do mundo, Elon Musk, o fundador e CEO da Tesla.

No início da noite, Musk usou a sua conta no Twitter, que tem 43 milhões de seguidores, para colocar mais lenha na fogueira com apenas uma palavra provocativa: "Gamestonk!!". É um trocadilho em inglês que remete ao nome da empresa e à expressão "stonk", que por sua vez é outro trocadilho com "stock" (ação, em inglês). A expressão é utilizada na internet para se referir a ações com fortes altas ou quedas.

Junto com o tuíte, Musk adicionou o link para o Wall Street Bets, um fórum na rede social Reddit que tem protagonizado o movimento de escalada vertiginosa das ações da GameStop, com apelos para que os investidores comprem mais papéis e impulsionem os preços.

O episódio tem sido apontado como sinal dos novos tempos do mercado financeiro, em que investidores individuais conseguem movimentar (bastante) o preço de alguns papéis, desafiando as análises de Wall Street que apontam para direções opostas. Aplicativos como o Robinhood, que facilitam a negociação de ações, simbolizam esse momento.

As ações de outras empresas, como as da rede de cinemas AMC e as da fabricante de smartphones BlackBerry, também dispararam nas últimas semanas em movimentos igualmente estimulados por traders e investidores individuais.

As ações da GameStop praticamente dobraram de valor nesta terça, 26, saltando de 76,79 dólares na véspera para 147,98 dólares no fechamento da Bolsa de Nova York -- uma alta de 92,61%.

O tuíte de Musk pegou o pregão encerrado, mas, nas negociações do after market, as ações chegaram a subir mais 56%, para cerca de 230 dólares. Às 22h (de Brasília), a cotação havia cedido para 218 dólares, o que era uma alta de 47%.

Entenda o caso GameStop

As ações da GameStop estão no centro das discussões e das análises no mercado financeiro americano nos últimos dias. Os preços dispararam 685% neste ano em decorrência de uma disputa que envolve investidores que apostam na queda das ações — os “short sellers” — e outros que aderiram em massa a campanhas virtuais em redes sociais como o Reddit -- como sugerido por Musk -- para promover a compra do papel, incluindo day traders.

O segundo grupo é movido não exatamente pela expectativa de retorno em cima dos fundamentos da companhia, mas para se beneficiar da valorização, em um movimento que ganhou ares de disputa para ver quem é mais forte.

A empresa teve queda de 30% nas vendas no terceiro trimestre do último ano fiscal, com grande dependência de lojas físicas, mas busca acelerar a venda em canais digitais. Diante desse quadro, acumulava muitas apostas de queda nas cotações.

Investidores que apostam contra a GameStop sustentam que o modelo de negócios da rede de varejo concentrada em lojas físicas é pouco competitivo diante de gigantes digitais como a Amazon e a Sony (fabricante do PlayStation).

Mas, diante da forte alta nos últimos dias com as compras sendo defendidas em fóruns, os vendedores a descoberto — ou seja, investidores que compraram opções de venda sem deter o papel — não tiveram outra alternativa que não comprar as ações para cobrir as bilionárias perdas potenciais. É um movimento conhecido como “short squeeze“.

As perdas de investidores que estavam “short” na GameStop chegavam a 3,3 bilhões de dólares neste ano antes dos dados desta segunda-feira, de acordo com a S3 Partners. Na sexta passada, o prejuízo foi de 1,6 bilhão de dólares.

Imagem da Editoria Exame Invest
Da Redação

Repórter da Exame


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame