Exame Invest
Mercados

Embraer dispara 14%, PetroRio salta 9% e Eletromidia cai 2% em estreia na B3

PUBLICADO EM: 17.2.21 | 14H14
ATUALIZAÇÃO: 17.2.21 | 19H00
Confira abaixo os principais destaques de ações desta quarta-feira
embraer; bombardier

Foto de Paula Barra da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Paula Barra

Repórter de mercados da Exame. Formada em jornalismo pelo Mackenzie e pós-graduada em Produtos Financeiros e Gestão de Risco pela FIA. Especializada na cobertura do mercado financeiro, com passagens pelo InfoMoney, Empiricus e TradersClub | paula.barra@exame.com



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 5MIN

Em pregão de volta de feriado marcado por alta volatilidade e baixa liquidez no Ibovespa, as ações da Embraer (EMBR3) lideraram os ganhos do índice, com valorização de 14,09%, em meio à notícia de que a Lufthansa está em conversas com a companhia, segundo informações da Bloomberg. Essa foi a maior alta do papel desde o dia 8 de junho, quando subiram 18,36%.

De acordo com reportagem da agência de notícias, o CEO do grupo Lufthansa, Carsten Spohr, disse, em um Simpósio da London School of Economics, que está em negociações com a Boeing e a Airbus para uma possível reestruturação de sua frota para modelos menores. Carsten também comentou, embora sem dar detalhes, que está em conversas com a Embraer, cujos aviões regiões são operados pela Lufthansa, Austrian e Air Dolomiti e competem com o Airbus A220 utilizado pela Swiss.

Conheça o maior banco de investimentos da América Latina e invista com os melhores assessores

Além disso, o analista Henrique Esteter, da Guide Investimentos, lembra que a Embraer reportou, na manhã da última sexta-feira, dados do quarto trimestre de sua carteira de pedidos firmes. "Minha impressão é que os dados já demonstram uma forte recuperação da empresa, o que está refletindo também na performance das ações. A recuperação dos papéis da empresa dependia bastante da recuperação das aéreas, que era uma segunda derivada da conta e já vimos as aéreas recuperando no fim do ano passado. Agora, vemos uma retomada mais forte de Embraer e até mais rápido do que imaginávamos", comenta.

No quarto trimestre, a empresa entregou 71 jatos, sendo 28 comerciais e 43 executivos, queda de 10 aeronaves entregues no trimestre em relação ao mesmo período de 2019. Em 31 de dezembro, a carteira de pedidos firmes a entregar totalizava 14,4 bilhões de dólares.

PetroRio

Na sequência, os papéis da PetroRio (PRIO3) subiram 9,45%, a segunda maior alta do índice, em meio à alta dos preços do petróleo no exterior e elevação de recomendação de manutenção para compra pelo Santander. O preço-alvo é de 85,00 reais, o que implica em um potencial de valorizaão de 6,8% frente ao fechamento da última sexta-feira.

No embalo da commodity -- os contratos do petróleo Brent, negociados em Londres, subiram 1,74%, indo para 64,46 dólares o barril --, as ações da Petrobras (PETR3; PETR4) também avançaram forte, mais de 4%, e figuraram entre as principais contribuições positivas em pontos para o índice nesta sessão.

Estreias na B3

Dando continuidade à movimentada agenda de ofertas públicas iniciais (IPO, na sigla em inglês) na B3, estrearam hoje as ações da Orizon (ORVR3) e da Eletromidia (ELMD3). Os papéis da primeira fecharam estáveis, em 22,00 reais, após a companhia ter precificado sua oferta em 22 reais por ação, enquanto os da segunda caíram 1,74%, em 17,50 reais. A oferta da Eletromidia saiu a 17,81 reais, no piso da faixa.

Na oferta, a Orizon levantou 554 milhões de reais e a Eletromidia, 872 milhões de reais. 

Suzano

As ações da Suzano (SUZB3) avançaram 2,36%, para 72,39 reais, na quinta sessão seguida de ganhos e renovaram máxima histórica na Bolsa. Em relatório, os analistas do Credit Suisse disseram que esperam que a recuperação da celulose se estenda até junho, quando veem os preços da commodity em um pico de 630 dólares a 650 dólares a tonelada, e voltando a ficar sob pressão novamente no quarto trimestre deste ano. Neste cenário, eles apontaram que mantêm a ação da Suzano como sua preferida no setor, com recomendação outperform, equivalente a compra.

No ano, os papéis da companhia acumulam ganhos de 23,66%, a quarta maior alta do Ibovespa. No mesmo setor, as units da Klabin (KLBN11) tiveram alta de 1,32% hoje. Em 2021, registram até o momento ganhos de 7,59%.

No relatório, eles comentaram ainda que, nos últimos meses, o aperto de oferta e demanda voltou aos mercados de celulose, gerando uma recuperação notável nos preços à vista na China para celulose de fibra curta (HW) para cerca de 600 dólares a tonelada, depois de terem vindo de 440 dólares a tonelada em 2020. "De acordo com nossos canais de checagem, entendemos que os precos da celulose neste mês na China já devem estar próximos a 620 dólares a 630 dólares a tonelada. Apesar das remessas mais fracas em dezembro, que em nossa opiniao ocorreu principalmente por conta de um efeito de comparação difícil, uma vez  que dezembro de 2019 foi um mês muito forte, a percepção geral é que as condições de oferta e demanda melhoraram significativamente recentemente", acrescentaram.

Rumo 

As ações da Rumo (RAIL3), que chegaram a cair 4,7% na mínima do dia, viraram para o positivo e fecharam em leve alta de 0,10%. No radar, a companhia reportou queda de 20% em seu volume transportado no mês de janeiro, na comparação anual, principalmente por conta da diminuição de 75% dos volumes de soja no mesmo período.

Apesar da reação inicial negativa, os analistas do Credit Suisse comentaram que viram a notícia como neutra, uma vez que o mercado já esperava atraso na safra e que parece natural uma compensação nos próximos meses. Segundo eles, açúcar, fertilizantes, milho e farinha de soja ajudaram a compensar a queda vista em janeiro.

Taurus

Fora do Ibovespa, as ações da Taurus (TASA4), única fabricante de armas listada na B3, dispararam 14,83% após decreto do presidente Jair Bolsonaro ampliar o acesso a armas e munições. Entre as alterações, estão o aumento, de quatro para seis, o número máximo de armas de fogo permitido para pessoas com Certificado de Registro de Arma de Fogo e a permissão para que atiradores e caçadores registrados comprem até 60 e 30 armas, respectivamente, sem a necessidade de autorização expressa do Exército.

O analista técnico Marcio Loréga, da Ativa Investimentos, comenta que as ações da companhia seguem fortemente influenciadas pelas movimentações do governo, sejam positivas ou negativas.

"Neste momento, o fluxo de notícias está positivo, mas os investidores que se posicionam neste ativo devem ficar atentos aos riscos envolvidos, pois qualquer interferência (derrubar decreto ou a população fazer pressão contrária) pode influenciar a ter o cenário modificado rapidamente", disse.

Olhando a parte gráfica, ele aponta que a ação superou uma importante resistência na faixa dos 21,00 reais, indo em busca da região dos 22,00 reais. "Caso supere essa faixa de preço, a próxima região de forte resistência é nos 23,50/25,00 reais, que remete a preços de 2013/2014. Já o suporte fica na casa dos 19,00/17,80 reais, demonstrando a volatilidade do ativo para o presente momento”, complementa o analista.

CSN Mineração

A oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) da CSN Mineração (CMIN3) foi precificada em 8,50 reais por ação na sexta-feira, no piso da faixa indicativa que ia até 11,35 reais. A operação movimentou 5,2 bilhões de reais. Os papéis começam a ser negociados na B3 na próxima quinta-feira, 18.

Foto de Paula Barra da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Paula Barra

Repórter de mercados da Exame. Formada em jornalismo pelo Mackenzie e pós-graduada em Produtos Financeiros e Gestão de Risco pela FIA. Especializada na cobertura do mercado financeiro, com passagens pelo InfoMoney, Empiricus e TradersClub | paula.barra@exame.com


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame