Exame Invest
ESG

Entendendo ESG: a parte ambiental — o E do ESG, por Renata Faber

PUBLICADO EM: 26.7.21 | 10H59
No segundo de uma série de oito artigos assinados pela head de ESG da EXAME, Renata Faber, entenda como as questões ambientais impactam as empresas
Homem de terno com muda de árvore nas mãos

Na esfera ambiental, os principais desafios atualmente são: mudança climática, restrição de recursos hídricos, aumento da poluição e perda da biodiversidade

Imagem da Editoria Exame Invest
Renata Faber



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

As empresas têm exposição de diferentes formas à questão ambiental. Para entender a relevância da esfera ambiental para uma empresa, precisamos olhar para desafios e tendências globais, e de que forma impactam (ou impactarão) o setor no qual a empresa está inserida.

Quer aprender a investir nas principais empresas ESG do país? Saiba como no novo curso da Exame Academy

Depois, quais são os pontos relevantes para a empresa nesse contexto, e como a empresa está se preparando para eventuais mudanças no cenário.

Na esfera ambiental, os principais desafios atualmente são: mudança climática, restrição de recursos hídricos, aumento da poluição e perda da biodiversidade.

O que é esperado ou requerido das empresas nessa esfera são atitudes que ajudem a combater esses desafios e, portanto, os principais temas em que devemos prestar atenção nas empresas são: emissão de gases de efeito estuda, uso eficiente de água e gestão de resíduos.

Esses temas representam macrotendências, que podem trazer riscos para alguns setores e oportunidades para outros.

Enquanto setores que emitem muitos gases de efeito estufa terão de eventualmente neutralizar sua pegada de carbono ou investir em novos processos, empresas de energia renovável ou empresas que fazem tratamentos de resíduos e efluentes terão muitas oportunidades de crescimento.

Mas os três temas mencionados não são os únicos que precisamos olhar. Como ESG não é uma receita única para todas as empresas, em vários setores a questão da embalagem merece atenção especial e, no setor de alimentos, a questão do desmatamento é essencial (é importante a rastreabilidade dos fornecedores diretos e indiretos para que não tenham criação ou plantação em áreas desmatadas ilegalmente).

Em nossa opinião, sustentabilidade ambiental significa não prejudicar o ecossistema no qual uma empresa está inserida; usar os recursos naturais sem prejudicar sua disponibilidade e sem prejuízo às gerações seguintes.

Nosso cuidado ao analisar a parte ambiental das companhias é entender quais empresas adotam a sustentabilidade em sua essência, e não apenas como discurso; identificar o que hoje é somente um risco ou uma “externalidade”, mas pode se tornar um passivo; e também identificar quais empresas podem ter oportunidades de crescimento com o avanço da agenda de sustentabilidade ambiental.

Fique por dentro das principais tendências das empresas ESG. Assine a EXAME.

Imagem da Editoria Exame Invest
Renata Faber


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame