Exame Invest
ESG

Europa quer criar líder em baterias para carros elétricos

PUBLICADO EM: 5.4.21 | 16H29
ATUALIZAÇÃO: 13.4.21 | 15H20
Possíveis fabricantes surgem na região nórdica, Alemanha, França, Reino Unido e Polônia em uma competição transcontinental para eliminar o domínio da chinesa Contemporary Amperex Technology e da coreana LG Energy Solution

Carros elétricos: Europa quer ter fabricantes de baterias para liderar indústria

Imagem da Editoria Exame Invest
Maria Clara Dias

Repórter da Exame



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

Com a expectativa de que a Europa lidere as vendas globais de carros elétricos pelo segundo ano consecutivo, uma corrida para construir uma cadeia de fornecimento de baterias do zero acontece em todo o continente.

Depois de anos cedendo o negócio de baterias de veículos elétricos a empresas estrangeiras, a Europa quer entrar nesse mercado. Possíveis fabricantes surgem na região nórdica, Alemanha, França, Reino Unido e Polônia em uma competição transcontinental para eliminar o domínio da chinesa Contemporary Amperex Technology e da coreana LG Energy Solution.

 

Impulsionada pelo apoio estatal de pelo menos 6,1 bilhões de euros (7,3 bilhões de dólares) e planos de investimento que totalizam 10 vezes esse valor em apenas um ano, a corrida para o surgimento de um campeão regional já começou. Os concorrentes incluem as startups Northvol, da Suécia, Britishvolt, do Reino Unido, e Automotive Cells, da França, e potências como Tesla e Volkswagen. A BloombergNEF estima que o continente poderá aumentar a participação na produção global de baterias para 31% em 2030 em relação a apenas 7% no ano passado.

“Estamos criando uma nova indústria na Europa; estamos criando um ecossistema completamente novo”, disse Maros Sefcovic, vice-presidente da Comissão Europeia que supervisiona a iniciativa de baterias. “Os investimentos estão realmente entrando.”

 

Sefcovic estimou os investimentos planejados apenas para 2019 em cerca de 60 bilhões de euros (71 bilhões de dólares), o triplo do valor gasto na China. Esses totais impressionantes cobrem toda a cadeia de abastecimento, desde matérias-primas e células até a montagem e reciclagem.

 

De 0 a 10 quanto você recomendaria Exame para um amigo ou parente?

Clicando em um dos números acima e finalizando sua avaliação você nos ajudará a melhorar ainda mais.

Imagem da Editoria Exame Invest
Maria Clara Dias

Repórter da Exame


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame