Exame Invest
Onde Investir

Fundos imobiliários: carteira 'DNA Imobiliário' tem retorno acima do IFIX

PUBLICADO EM: 8.3.21 | 20H42
ATUALIZAÇÃO: 8.3.21 | 20H45
Carteira recomendada de FIIs da EXAME Invest Pro superou o Índice Fundos de Investimentos Imobiliários (IFIX), que reúne os ativos mais negociados do setor, no seu primeiro mês
Fundos imobiliários

Imagem da Editoria Exame Invest
Juliano Passaro

Repórter da Exame



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

A carteira recomendada de fundos imobiliários (FIIs) da EXAME Invest Pro, estruturada pelos analistas Danilo Barbosa e Renato Mimica, teve rentabilidade de 1,5% em seu primeiro mês. Chamada de "DNA Imobiliário", a carteira teve um retorno 0,4 ponto percentual acima do Índice de Fundos de Investimentos Imobiliários da B3 (IFIX). O período considerado para análise foi de 22 de janeiro a 26 de fevereiro.

Quer saber mais detalhes sobre este e mais fundos recomendados da carteira DNA Imobiliário da EXAME Invest Pro? Clique e assine

Um dos FIIs da carteira da EXAME que se destacaram foi o RBR Rendimento High Grade (RBRR11). O fundo de papel do segmento de recebíveis imobiliários possui 68.242 cotistas, uma taxa de administração de 1% ao ano e, recentemente, divulgou uma notícia atrativa para os investidores. Os gestores decidiram renunciar a parte da taxa de performance referente ao ano de 2020. Dessa forma, os dividendos por cota do primeiro semestre deverão aumentar.

No mês, o FII teve um retorno de 3,4% e, mesmo assim, não foi o melhor da carteira DNA Imobiliário. O RBRR11 fechou o mês com 34 títulos em sua carteira, além de ter realizado um investimento milionário em um CRI de uma incorporadora de imóveis.

Essa operação tem garantia de unidades residenciais prontas em diversas regiões da cidade de São Paulo, segundo o relatório da EXAME Invest Pro. A nova aquisição também faz com que o fundo aumente para 84% sua participação em ativos investidos na região Sudeste.

É importante destacar que, apesar de o mercado alertar que a esperada elevação da taxa Selic pode influenciar negativamente os FIIs, os fundos de CRI que possuem grande parte dos papeis atrelados ao CDI podem se beneficiar.

"Alguns FIIs podem se beneficiar do aumento da Selic devido ao fato de o CDI ser diretamente impactado em termos de indexador com o aumento da taxa básica de juros", explica Danilo Barbosa, que é o head de fundos imobiliários da EXAME Invest Pro.

A carteira DNA Imobiliário da EXAME Invest Pro oferece muito mais do que recomendações aos clientes. Nela, o assinante tem acesso aos detalhes de cada fundo, como a características do portfólio do fundo imobiliário, a tese de investimento da casa de análise para os fundos recomendados, os riscos e os desafios que o FII pode oferecer e o motivo principal de sua recomendação. Além disso, há relatórios periódicos sobre alterações na carteira e as expectativas para o cenário imobiliário.

Imagem da Editoria Exame Invest
Juliano Passaro

Repórter da Exame


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame