Exame Invest
ESG

Huggies anuncia programa para reciclagem de fraldas descartáveis

PUBLICADO EM: 5.12.21 | 9H00
ATUALIZAÇÃO: 7.12.21 | 11H47
O programa da fabricante Kimberly-Clark, dona da Huggies, com a Boomera pode reciclar 100 toneladas de fraldas no primeiro ano

Imagem da Editoria Exame Invest
Marina Filippe

Jornalista



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 3MIN

A multinacional norte-americana de produtos de higiene pessoal Kimberly-Clark, por meio da sua marca Huggies e em parceria com a empresa especializada em economia circular Boomera, desenvolveu o Programa Minha Primeira Reciclagem, uma iniciativa de reciclagem de fraldas descartáveis, além daconscientização de pais, alunos e escolas e a comunidade sobre a importância da preservação do meio ambiente.

No programa, as fraldas utilizadas nas escolas são coletadas, recicladas e transformadas em matéria-prima para novos produtos. As escolas participantes do programa, recebem treinamento sobre o impacto ambiental e a correta conscientização de uso, armazenamento e destinação das fraldas.

O programa terá início apenas em escolas na região metropolitana de São Paulo, em fase piloto, para que aprendizados e ajustes possam ser posteriormente implementados, além de estudos no sentido de entender a viabilidade de escalar o projeto.

O Programa Minha Primeira Reciclagem pode reciclar em torno de 100 toneladas no primeiro ano. Essa fase piloto ajudará a coletar todos os aprendizados da experiência e, a partir dos resultados, formatar um plano para sua expansão.

"A jornada de sustentabilidade da Kimberly-Clark está presente em várias etapas da cadeia produtiva dos nossos produtos, desde a matéria-prima utilizada, até práticas adotadas na linha de produção e logística. Com o programa piloto Minha Primeira Reciclagem nós estamos ampliando essa atuação", diz Andrea Rolim, presidente da Kimberly-Clark no Brasil.

Esse é mais um passo na jornada de Kimberly-Clark, que tem como um dos objetivos a redução do uso de plástico em 50% até 2030. Para isso, a companhia segue desenvolvendo soluções focadas em materiais renováveis e, em economia circular.

“Em 2020, nós conquistamos o marco de aterro zero em todas as fábricas brasileiras, o que significa que nenhum excedente de produção é descartado em aterros sanitários. De polímeros à matéria orgânica gerada nos restaurantes das fábricas, tudo é reaproveitado e nada vai para o lixo”, diz Rolim.

Para chegar ao Programa Minha Primeira Reciclagem, as empresas envolvidas no processo realizaram pesquisas e ouviram pais de crianças em um levantamento realizado com o Instituto IPSOS, que revelou uma preocupação das famílias com as questões que envolvem o meio ambiente. O fator praticidade também apareceu como um estímulo para o engajamento em iniciativas que visam contribuir para a preservação do nosso ecossistema.

"A Boomera apoia parceiros em projetos e produtos que gerem impactos socioambientais positivos. A parceria entre a Boomera e a Kimberly-Clark possibilitou a criação de um novo ciclo de vida para um produto que não estava inserido na cadeia circular, desenvolvendo uma tecnologia para transformar o resíduo em matéria-prima para novos produtos", afirma Guilherme Brammer, CEO e Fundador da Boomera.

Outras iniciativas da Huggies

Recentemente a marca divulgou mudanças nas fórmulas da linha de banho para bebês. Os cremes para assaduras foram os primeiros a contar com essa reformulação e, desde 2019, não possuem mais conservantes em sua lista de ingredientes. A linha Chá de Camomila também teve a retirada do corante amarelo, que foi substituída por substâncias que protegem mares, rios e reservas de água potável subterrâneas. O sabonete em barra também passou por mudanças em 2020, com adoção de base vegetal e óleo de palma certificado.

No início deste ano a marca anunciou o lançamento da versão refil do Sabonete Líquido Extra Suave de 200ml. O novo formato tem uma redução de 75% de uso de plástico se comparado a embalagem tradicional.

 

 

Imagem da Editoria Exame Invest
Marina Filippe

Jornalista


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame