Exame Invest
Mercados

Ibovespa acompanha EUA e zera perdas; Lojas Americanas dispara 20%

PUBLICADO EM: 18.10.21 | 9H28
ATUALIZAÇÃO: 18.10.21 | 15H25
Notícia de fusão de bases acionárias das Americanas movimenta sessão; Vale cai com minério

Resumo do investidor

Às 15h20: - Ibovespa sobe 0,06% para114.717 pontospontos; - Dólar comercial sobe 1,12%, e é negociado a 5,516 reais; - EUA: Dow Jones recua 0,15%; S&P 500 sobe 0,19% e Nasdaq, 0,60%

valuation - B3

Foto de Beatriz Quesada da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Beatriz Quesada

Repórter de mercados, passou pelas redações da revista Capital Aberto e rádio BandNews FM | beatriz.quesada@exame.com



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 3MIN

Após abrir em queda acompanhando o exterior, o Ibovespa entrou em terreno positivo na tarde desta segunda-feira, 18, com leve alta de 0,06% para114.717 pontos, às 15h20. O índice se recupera seguindo NY, onde investidores ficam atentos à temporada de balanços. Em Wall Street, o Dow Jones recua 0,15%, enquanto o S&P 500 e o Nasdaq avançam 0,19% e 0,60%, respectivamente.

O câmbio, por sua vez, ainda reflete um sentimento mais negativo de aversão a risco após a divulgação de dados decepcionantes da China e de novas preocupações com o avanço da inflação global. A moeda americana sobe 1,12%, e é negociada a 5,516 reais.

Os índices americanos operam mistos, enquanto as bolsas europeias fecharam em queda acompanhando a baixa no mercado asiático depois de dados mostrarem crescimento mais lento do que o esperado na economia chinesa no terceiro trimestre.

O PIB da China cresceu 4,9% no último trimestre na comparação anual, enquanto estimativas apontavam para uma expansão de 5%. O ritmo da economia chinesa foi afetado pela crise energética que assola o país, somada a preocupações com o endividado setor imobiliário -- questão levantada pelo superendividamento da Evergrande.

Os números mais fracos da China pesaram sobre o minério de ferro, que fechou em queda na China, pressionando as ações da Vale (VALE3) e siderúrgicas neste pregão. A mineradora recua 1,03% e ajuda a puxar o Ibovespa para baixo, uma vez que é a ação com maior peso do índice. Siderúrgicas como CSN (CSNA3) e Usiminas (USIM5) recuam mais de 3%, entre as maiores quedas do dia.

No front inflacionário, a principal preocupação é a alta do petróleo -- o Brent, referência para os papéis da Petrobras (PETR3/PETR4), já é negociado acima da marca de 85 dólares por barril. 

“A alta da commodity vai gerar mais custo de matéria-prima, levando a um aumento de preço na ponta para o consumidor. Isso aprofunda o ciclo de aumento da inflação e elevação de juros para conter o aumento de preços. E esse ciclo preocupa o mercado, que responde negativamente”, afirmou Jerson Zanlorenzi, responsável pela mesa de renda variável e derivativos do BTG Pactual digital, na Abertura de Mercado desta segunda-feira.

A preocupação inflacionária também segue forte no Brasil. O boletim Focus, divulgado pelo Banco Central nesta manhã, mostra que o mercado financeiro voltou a piorar as estimativas para a inflação e para o PIB.

A estimativa para o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo, inflação oficial do país) saltou de 8,59% para 8,69% em 2021 e de 4,17% para 4,18% em 2022. As projeções estão acima das respectivas metas de inflação para ambos os anos -- 3,75% para 2021 e 3,50% para 2022.

No caso dos números para o PIB,  os economistas rebaixaram o crescimento do PIB em 2021 de 5,04% para 5,01%. Para o próximo ano, a projeção caiu de 5,04% para 5,01%.

Destaques da bolsa

O principal destaque da bolsa nesta segunda-feira são as ações das Lojas Americanas (LAME4), que disparam 20,09% após a companhia anunciar que está avaliando, em conjunto com a Americanas (AMER3), uma possível fusão dos negócios antes da listagem do grupo na Nasdaq, bolsa americana de tecnologia. AMER3 também fica entre as maiores altas do dia, avançando 4,59%.

A operação combinaria as base acionárias de LAME3, LAME4 e AMER3. “O fato da unificação total não ter ocorrido em abril (quando Americanas e B2W efetivaram a fusão) foi um retrocesso e explica o movimento negativo das ações nos últimos tempos. O anúncio de hoje deve destravar valor para os papéis”, explica Luiz Temporini, analista do BTG Pactual digital.

No campo negativo, a EzTec (EZTC3) fica entre os destaques negativos do índice, caindo 3,38% após apresentar sua prévia operacional do terceiro trimestre. Os dados mostraram queda de 25% no volume de vendas líquidas em relação ao mesmo período do ano passado, para 255 milhões de reais. A redução do volume de vendas ocorre em linha com as prévias apresentadas na semana passada por outras empresas do setor, como Cyrela e Direcional.

Foto de Beatriz Quesada da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Beatriz Quesada

Repórter de mercados, passou pelas redações da revista Capital Aberto e rádio BandNews FM | beatriz.quesada@exame.com


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame