Exame Invest
Mercados

Ibovespa vira para alta com dados dos EUA e PEC dos Precatórios no radar

PUBLICADO EM: 24.11.21 | 9H14
ATUALIZAÇÃO: 24.11.21 | 15H20
Índices americanos operam próximos da estabilidade com Fed no radar; Vale volta a subir com minério de ferro

Resumo do investidor

Às 15h20: - Ibovespa sobe 0,84%, aos 104.524 pontos; - Dólar comercial recua 0,3%, a 5,592 reais; - EUA: Dow Jones recua 0,08%, S&P 500 sobe 0,12% e Nasdaq avança 0,22%.

B3; Bolsa; Bovespa; Painel; Investimento; Ações

Foto de Beatriz Quesada da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Beatriz Quesada | Guilherme Guilherme

Repórteres da Exame



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 3MIN

O Ibovespa virou para alta no início da tarde desta quarta-feira, 24, e sobe 0,84%, aos 104.524 pontos por volta das 15h20. O principal índice da B3 descola do ambiente misto nas bolsas internacionais e retorna ao tom positivo do pregão de ontem, quando conseguiu retomar a marca dos 103.000 pontos de olho na votação da PEC dos Precatórios.

Com o sobe-e-desce do mercado, seu dinheiro não pode ficar exposto. Aprenda como investir melhor.

A PEC foi incluída na pauta da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado hoje, porém foram concedidas vistas coletivas pelo prazo de cinco dias, ou seja, foi dado aos senadores mais tempo para analisar a proposta. Assim, a votação na comissão foi adiada para o dia 30 de novembro, próxima terça.

Uma das principais mudanças no texto -- que já foi aprovado na Câmara -- foi anunciada na véspera pelo relator da PEC e líder do governo no Senado, Fernando Bezerra. Segundo o senador, o programa Auxílio Brasil deve ter caráter definitivo, com distribuição de 400 reais.

Nos Estados Unidos, os principais índices operam próximos antes do feriado de Ação de Graças, que manterá Wall Street fechada na quinta-feira, 25, e com pregão reduzido na sexta, 26. 

Por lá, o clima é de cautela, principalmente para as ações de tecnologia -- o índice Nasdaq, ligado ao setor, recua 0,7%. Investidores temem a possibilidade de um aperto monetário mais duro nos Estados Unidos, após a renomeação de Jerome Powell para a presidência do Federal Reserve (Fed). Uma possível alta de juros é especialmente prejudicial para as ações de crescimento intensivo, como são as de tecnologia. 

Nesta tarde, o Fed irá divulgar a ata de sua última reunião de decisão monetária. As atenções do mercado estarão voltadas para possíveis sinais que indiquem a possibilidade de uma retirada de estímulos mais rápida do que a prevista, que poderia ser necessária para controlar a inflação no país.

Os investidores também reagem a uma bateria de dados macroeconômicos. O número de norte-americanos que entraram com novos pedidos de auxílio-desemprego caiu para o seu menor patamar em 52 anos -- dado que demonstra a força do mercado de trabalho americano e pode levar o Fed a subir os juros antes do planejado. 

O dado chegou, inclusive, a impulsionar o Ibovespa no Brasil, que ensaiava uma queda superior a 1% na parte da manhã. “A notícia mostra uma recuperação sólida nos EUA. E se existe uma perspectiva de recuperação econômica maior por lá, a bolsa brasileira se beneficia”, afirma Josias de Matos, especialista em finanças da Toro Investimentos. 

Por outro lado, a divulgação Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA PIB confirmou a desaceleração do crescimento econômico no terceiro trimestre. O PIB cresceu 2,1% no período, no ritmo de retomada mais lento registrado em um ano. O valor também ficou abaixo do consenso do mercado, que esperava um avanço de 2,2%. Vale lembrar que, inicialmente, economistas esperavam por uma expansão de 2,7% da economia americana no trimestre.

Destaques da bolsa

Apesar do dia majoritariamente negativo para os papéis da bolsa, a Vale (VALE3), empresa com maior participação na carteira teórica do Ibovespa, volta a subir nesta quarta-feira, freando parte da queda do índice. Os papéis avançam 1,96% repercutindo o terceiro dia de forte valorização do minério de ferro na China. 

Nesta madrugada, a commodity disparou mais 5,7% e voltou a marca dos 100 dólares por tonelada em meio à perspectiva de maior demanda, após o governo local sinalizar apoio ao mercado imobiliário.

As siderúrgicas também se beneficiam, e voltam a ficar entre os maiores destaques de alta do dia. Usiminas (USIM5) sobe 4,92% e CSN (CSNA3) avança 2,84%.

O dia é também de ganhos para as ações do Banco Pan (BPAN4) e Inter (BIDI11), que disparam 5,56% e 5,11%, respectivamente. Os papéis passam por um movimento de correção após ficarem entre as maiores perdas nos últimos pregões. Nessa mesma linha, a Locaweb sobe 4,54% nesta sessão,  mas ainda acumula queda superior a 40% nos últimos dois meses. 

“A Locaweb, assim como outras empresas de tecnologia, foi prejudicada pelo aumento da taxa de juros no Brasil, mas a queda foi irracional. No pregão de hoje, a ação busca se recuperar”, afirma Matos.

Foto de Beatriz Quesada da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Beatriz Quesada | Guilherme Guilherme

Repórteres da Exame


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame