Exame Invest
Mercados

Ibovespa fecha em alta com exterior focado em agenda de resultados

PUBLICADO EM: 21.7.21 | 10H26
ATUALIZAÇÃO: 21.7.21 | 20H36
Ações da Romi e da Neoenergia subiram após abrirem temporada de balanços com dados positivos

Resumo do investidor

- Ibovespa sobe 0,42%, aos 125.929 pontos - Dólar comercial cai 0,76% e encerra sessão negociado a 5,192 reais - EUA: Dow Jones avança 0,83%, S&P 500 tem alta de 0,82% e Nasdaq sobe 0,92%

B3; Bolsa; Bovespa; Painel; Investimento; Ações

Painel de cotações da B3

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Foto de Beatriz Quesada da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme | Beatriz Quesada

Repórteres da Exame



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 3MIN

O Ibovespa avançou nesta quarta-feira, 21, acompanhando o movimento de alta das bolsas internacionais, com a agenda de balanços do segundo trimestre, e resultados positivos divulgados, ofuscando as preocupações com a variante delta do coronavírus. O principal índice da B3 subiu 0,42%, fechando o pregão aos 125.929 pontos.

Abra sua conta no BTG Pactual digital e invista com o maior banco de investimentos da América Latina

Lá fora, os investidores novamente deixaram de lado as preocupações com a variante delta do coronavírus e focaram suas atenções na temporada de balanços do segundo trimestre, que tem mostrado resultados positivos.

Nos Estados Unidos, os três principais índices fecharam em alta. O Dow Jones subiu 0,83%, o S&P 500 registrou alta de 0,82% e o Nasdaq avançou 0,92%. Na Europa as altas também foram fortes, com o índice pan-europeu STOXX 600 subindo 1,65%.

Por aqui, o movimento de alta foi mais fraco por conta de algumas movimentações em Brasília. O presidente Jair Bolsonaro disse que deve fazer uma “pequena reforma ministerial” na próxima segunda-feira. Segundo fontes ouvidas pela Reuters, Bolsonaro decidiu recriar o Ministério do Trabalho, que hoje é uma secretaria especial do Ministério da Economia. A pasta seria entregue a Onyx Lorenzoni, atual ministro da Secretaria-Geral da Presidência.

O presidente também voltou a afirmar hoje que vai vetar o fundo eleitoral de quase 6 bilhões aprovado pelo Congresso. Na visão do mercado, essa briga com o Congresso pode acabar atrasando a votação de pautas de reformas. 

As incertezas foram refletidas no mercado de câmbio, com o dólar avançando para 5,27 reais na máxima do dia. Porém, ao longo da tarde, a moeda passou a acompanhar a tendência global de tomada de risco, favorecendo o real. O dólar encerrou a sessão desta quarta-feira em queda de 0,76%, negociado a 5,192 reais.  

Destaques de ações

As ações da Petrobras, que têm grande peso no índice, ajudaram a dar o tom positivo na bolsa hoje, com altas de 1,61% e 1,39%, respectivamente.

Os papéis da petroleira se valorizaram junto com o preço do barril de petróleo, que voltou a subir hoje depois das quedas de segunda-feira, provocadas pelo acordo da Opep para aumento da produção da commodity. O petróleo Brent, referência para os papéis da Petrobras, avançou 4,11% hoje, ultrapassando a marca dos 70 dólares por barril.

O maior destaque positivo da sessão, no entanto, foram os papéis da resseguradora IRB (IRBR3), que dispararam 8,5%. A alta ocorreu após a empresa apresentar seu resultado de maio, em que conseguiu fechar o mês no azul, com lucro de 7,5 milhões de reais. No mesmo mês de 2020, o IRB tinha registrado o prejuízo de 202,1 milhões de reais.

Outra ação que disparou hoje foi a da Braskem (BRKM5), que subiu 4,59%. Segundo analistas da Ativa Investimentos, a alta pode ser explicada por novas notícias em relação à venda da petroquímica. Isso porque a Novonor, que detém 38,3% da Braskem, estaria avaliando a venda de sua participação em blocos separados, o que pode aumentar ainda mais o valor da empresa.

Do lado negativo do índice estiveram novamente as ações da Americanas (AMER3), e Lojas Americanas (LAME4). O papel caiu 5,67% hoje e foi o maior destaque negativo do dia. Já as ações LAME4 cairam 5,16%.

Fora do Ibovespa, as ações da Desktop (DESK3) estrearam hoje na B3 em alta de 3,19%. A provedora de acesso a internet levantou 715 milhões de reais em IPO realizado no início da semana.

Outros destaques do dia foram as ações da Romi (ROMI3) e da Neoenergia (NEOE3), que foram as primeiras empresas brasileiras a divulgar seus balanços do segundo trimestre de 2021. A Romi fechou em alta de 1,1%, mas chegou a subir mais de 5% após aumentar seu lucro líquido em 277%. Já a Neonergia encerrou o pregão em alta de 1,34% depois de apresentar um crescimento de 137% no seu lucro do segundo trimestre.

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Foto de Beatriz Quesada da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme | Beatriz Quesada

Repórteres da Exame


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame