Minhas Finanças

INSS: tire dúvidas sobre a retomada da prova de vida

PUBLICADO EM: 31.5.21 | 13H31
Aposentados e pensionistas deverão fazer a prova de vida para que o benefício não seja bloqueado
INSS

Foto de Karla Mamona da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Karla Mamona

Repórter da Exame



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 3MIN

A prova de vida do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) será retomada a partir de terça-feira, 1º de junho. Desta maneira, aposentados e pensionistas deverão fazer a prova de vida para que o benefício não seja bloqueado. 

O procedimento é necessário para evitar fraudes e pagamentos indevidos e é obrigatório para todos que recebem benefícios por meio de conta corrente, poupança ou cartão magnético. Veja as principais dúvidas abaixo: 

Como o segurado fica sabendo que ele precisa fazer a prova de vida?

No próprio banco em que o segurado recebe o benefício, pelo aplicativo do Meu INSS, se ele foi selecionado para fazer a biometria facial,  ou pelo telefone 135.

O beneficiário também pode fazer prova de vida pelo celular?

A prova de vida digital ainda não é destinada a todos os públicos neste momento. O INSS iniciou o projeto de vida por biometria facial pelo celular no ano passado com cinco milhões de pessoas. Para saber se já está disponível para você, acesse o site Meu INSS ou o aplicativo do INSS. O INSS ressalta que nunca pede informações pessoais dos segurados, como números de documentos.

E se o beneficiário não foi selecionado para a prova de vida por biometria? Precisa fazer no banco?

Precisa sim. A prova de vida deve ser feita em uma agência do banco em que recebe o benefício no mês em que realizou a última prova de vida no ano anterior. Ou seja, a pessoa terá que ver qual a última prova de vida e olhar o cronograma. Por exemplo: quem fez prova de vida em abril de 2019 e deveria fazer em abril de 2020 e não fez, deverá fazer até junho de 2021. O segurado deverá levar um documento de identidade com foto. O documento pode ser o RG, carteira de motorista ou a carteira de trabalho.

Alguns bancos também permitem que a prova de vida seja feita por meio de biometria, nos caixas eletrônicos ou nos seus próprios aplicativos.

Quais são as datas para fazer a prova de vida? 

A partir de 1º de junho, no entanto, os demais aposentados e pensionistas deverão retomar a prova de vida nas agências bancárias, mas de forma escalonada. Não é preciso correr às agências agora. Confira o calendário abaixo para comparecimento aos bancos.

Competência de vencimento da comprovação de vida/Competência de retomada da prova de vida

    • Março e abril/2020 - Junho/2021
    • Maio e junho/2020 - Julho/2021
    • Julho e agosto/2020 - Agosto/2021
    • Setembro e outubro/2020 - Setembro/2021
    • Novembro e dezembro/2020 - Outubro/2021
    • Janeiro e fevereiro/2021 - Novembro/2021
    • Março e abril/2021 - Dezembro/2021

    Quais são as opções para os beneficiários que não podem ir ao banco?

    Além da prova de vida por biometria facial, quem não puder ir ao banco por dificuldades de locomoção ou por motivo de doença pode fazer a prova de vida por meio de um procurador. Mas, para isso, é preciso que a procuração seja cadastrada no INSS. A prova de vida por procuração também é uma alternativa para beneficiários que moram no exterior.

    O bloqueio de pagamento que começa em junho vale para quem mora no exterior?

    Não. Os procedimentos de bloqueio de benefícios por falta de prova de vida de quem vive no exterior serão divulgados em breve.

    Quando o beneficiário não faz a prova de vida e o benefício é cortado, ele deve ir ao INSS?

    Caso o pagamento só esteja bloqueado ou o benefício esteja suspenso, o beneficiário deve ir ao banco e realizar a prova de vida. Com isso, o benefício pode ser reativado e os pagamentos liberados. Em casos de cessação do benefício, a pessoa deve pedir a reativação do benefício pelo Meu INSS.

    Foto de Karla Mamona da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
    Karla Mamona

    Repórter da Exame


    Compartilhe nas redes sociais
    Mosaico do rodapé com as cores da Exame