Inter muda estratégia e planeja quintuplicar oferta de fundos | Exame Invest
Exame Invest
Onde Investir

Inter muda estratégia e planeja quintuplicar oferta de fundos

PUBLICADO EM: 4.5.21 | 9H55
ATUALIZAÇÃO: 4.5.21 | 14H46
Banco mineiro adota cashback sobre valor de distribuição de produtos e oferta mais ampla de fundos para os investidores

Banco Inter reforça estratégia para ampliar a base de clientes que investem

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme

Repórter de mercado | guilherme.guilherme@exame.com



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

A plataforma de investimentos do Banco Inter (BIDI11), a Inter Invest, deve receber uma avalanche de fundos até o fim do 2021, passando dos 95 oferecidos no início de janeiro para cerca 350. A meta, porém, é alcançar um número ainda maior.

Em entrevista à EXAME Invest, Felipe Bottino, diretor da Inter Invest, disse que a ideia é tornar a plataforma uma espécie de marketplace, com o número de fundos chegando “naturalmente” a 500. Até o fim de abril, a oferta de fundos já havia crescido para 161.

A expansão faz parte de uma nova estratégia do banco, que antes vinha apostando na seleção rigorosa de fundos.  

“Demos esse passo agora porque estamos com as áreas de Research e Inter Advisor bem maduras para proteger e apoiar nossos clientes. Quando não tínhamos essas duas áreas, ficávamos mais inseguros”, afirma Bottino.

Segundo o diretor da Inter Invest, todos os fundos oferecidos na plataforma devem ter cashback de 50% a 100% sobre a receita líquida de distribuição. É uma estratégia que Bottino classifica como “agressiva”.

“O 2% [de taxa de administração] por 20% [de performance] parece padrão, mas existe grande diferenciação no rebate (a comissão paga pela gestora para a distribuição do fundo). Por isso estamos sendo tão agressivos com o cashback de 100%”, afirma o executivo.

Mas a variação de quanto será a proporção do cashback dependerá de algumas condições. Os 100%, por exemplo, serão destinados aos grupos de investidores que somarem pelo menos 3 milhões de reais. A estratégia é semelhante à empregada pelo banco na renda fixa, em que atua com grupos de investidores. 

“Para participar desses grupos, é preciso ser convidado ou criar o próprio. Geralmente, eles são formados por pessoas de confiança, como amigos ou familiares, já que dá para ver no que o outro está investindo.” Segundo ele, já foram criados cerca de 55.000 grupos.

Já os 50% de cashback serão destinados a todos os clientes. No entanto, fundos que não pagam comissão de distribuição para o banco não fazem parte do programa.  


Recomendado para você


Leia também

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme

Repórter de mercado | guilherme.guilherme@exame.com


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame