Exame Invest
Mercados

Maior crise de todas? Para BlackRock, impacto da covid fica aquém de 2008

PUBLICADO EM: 16.11.20 | 20H10
ATUALIZAÇÃO: 16.11.20 | 20H13
Com boas perspectivas para vacina, gestora prevê retomada econômica já em 2021
China-Evergrande-bolsa-Xangai

Gestora acredita que a vacina deve limitar a perda de atividade econômica causada pela pandemia | Imagem: GettyImages (REUTERS)

Foto de Beatriz Quesada da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Beatriz Quesada

Repórter de mercados, passou pelas redações da revista Capital Aberto e rádio BandNews FM | beatriz.quesada@exame.com



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 3MIN

China-Evergrande-bolsa-Xangai

Gestora acredita que a vacina deve limitar a perda de atividade econômica causada pela pandemia (Aly Song/Reuters)

A consequência da pandemia de covid-19 para a economia global deve ser mais branda do que a cicatriz causada pela crise financeira mundial de 2008. É o que acredita a BlackRock, maior gestora de ativos do mundo, com 7 trilhões de dólares sob gestão. 

Conheça a EXAME Invest, o novo canal de investimentos da EXAME

Em relatório divulgado nesta segunda-feira, 16, a BlackRock defendeu que a análise tradicional de ciclo de negócios não pode ser aplicada ao choque causado pelo novo coronavírus. Para a gestora, os eventos de 2020 devem deve ser encarados como parte de um desastre natural cuja solução, a propósito, já está no horizonte. 

“Com a vacina, vemos com mais clareza que a perda de atividade [econômica] provavelmente será limitada. Em nossa estimativa, o resultado será apenas uma fração do que aquele visto após a crise financeira global de 2008 — mesmo considerando um novo surto de infecções”, afirma o documento assinado por quatro analistas do BlackRock Investment Institute.  

Na corrida das vacinas, duas estão bem avançadas. A biofarmacêutica Moderna informou hoje que sua potencial vacina contra o coronavírus teve eficácia de 94,5%. O resultado é superior aos 90% de eficácia apresentados na semana passada pela concorrente Pfizer. A propósito, o anúncio levou as ações da Moderna a bateram pela primeira vez a marca de negociação de 100 dólares por papel — as ações já acumulam valorização de 400% neste ano.  

Ainda assim, não há previsão de quando uma solução estará amplamente disponível. Mas, para a BlackRock, esse não é um impeditivo para comemorar a melhora no cenário. “A virada no jogo é que agora sabemos que estamos construindo uma ponte para algum lugar, e isso fornece mais clareza para governos e empresas sobre como chegar ao estágio pós-Covid. Assim, será mais fácil absorver quaisquer decepções de curto prazo e ter maior confiança no plano de retomada”, argumentam.

Banner azul do BTG Pactual com letras brancas sobre deixar medo de <ins id=investir de lado" title="BTG_Deixar medo de investir" width="300" height="300" data-restrict="false" data-portal-copyright="BTG Pactual Digital" data-image-caption data-image-title data-image-source="Divulgação" srcset="https://exame.com/wp-content/uploads/2020/11/BTG_estatico.png 1080w, https://exame.com/wp-content/uploads/2020/11/BTG_estatico.png?resize=150,150 150w, https://exame.com/wp-content/uploads/2020/11/BTG_estatico.png?resize=300,300 300w, https://exame.com/wp-content/uploads/2020/11/BTG_estatico.png?resize=768,768 768w, https://exame.com/wp-content/uploads/2020/11/BTG_estatico.png?resize=1024,1024 1024w, https://exame.com/wp-content/uploads/2020/11/BTG_estatico.png?resize=613,613 613w, https://exame.com/wp-content/uploads/2020/11/BTG_estatico.png?resize=232,232 232w, https://exame.com/wp-content/uploads/2020/11/BTG_estatico.png?resize=24,24 24w, https://exame.com/wp-content/uploads/2020/11/BTG_estatico.png?resize=48,48 48w, https://exame.com/wp-content/uploads/2020/11/BTG_estatico.png?resize=96,96 96w" sizes="(max-width: 300px) 100vw, 300px">

Tendências: sustentabilidade e inflação

A BlackRock também se posicionou sobre o que chamou de “nova orientação de investimento” para o pós-pandemia, focada, entre outros pontos, em sustentabilidade. Segundo a gestora, a crise causada pela Covid-19 iluminou alguns aspectos subestimados dos já famosos critérios ESG (sigla em inglês para aspectos ambientais, sociais e de governança). Entre eles, a segurança dos funcionários e a integridade da cadeia de suprimentos, dois dos eixos mais atingidos pela crise atual. 

O mundo está mais complexo, mas dá para começar com o básico. Veja como, no Manual do Investidor

A pandemia também acelerou tendências geopolíticas que já estavam em movimento, como a mudança em direção a uma ordem mundial bipolar entre EUA e China, aliada a um remapeamento das cadeias de abastecimento globais, até então muito dependentes de fornecedores externos especializados em determinados produtos. A diversificação produtiva e a perda da especialização vão acarretar, na opinião da BlackRock, custos de produção mais elevados. 

O movimento, aliado à pressão por estímulos fiscais e monetários, aponta para um regime de inflação mais alta, segundo a gestora. A recomendação é que os investidores adaptem suas carteiras tanto para absorver estratégias de inflação quanto para apostar em ativos sustentáveis. 

Foto de Beatriz Quesada da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Beatriz Quesada

Repórter de mercados, passou pelas redações da revista Capital Aberto e rádio BandNews FM | beatriz.quesada@exame.com


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame