NEGÓCIOS

McDonald's: pandemia não inibe investimentos em tecnologia e novas lojas

PUBLICADO EM: 28.1.21 | 6H00
ATUALIZAÇÃO: 27.1.21 | 19H03
Empresa divulga balanço financeiro nesta quinta-feira, 28, e já antecipou alguns resultados da franquia Arcos Dorados

Imagem da Editoria Exame Invest
Marina Filippe

Jornalista



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

Esta reportagem faz parte da newsletter EXAME Desperta. Assine gratuitamente e receba todas as manhãs um resumo dos assuntos que serão notícia.

O fechamento dos restaurantes McDonald's ao redor do mundo em determinados períodos da pandemia da covid-19 impacta o resultado anual da companhia, assim como de outras empresas do mesmo setor.

Quer saber qual o setor mais quente da bolsa no meio deste vaivém? Assine a EXAME Research 

Analistas de Wall Street observam uma oportunidade na compra de ações da empresa pautada em  reestruturações dos franqueados, além de uma forte estratégia baseada em programas de fidelidade e marketing, como o com o cantor Travis Scott que esgotou sanduíches nos Estados Unidos. Por outro lado, é preciso cautela uma vez que parte desses franqueados nos Estados Unidos estão contra mudanças, como uma nova taxa de tecnologia que pode afetar o fluxo de caixa da companhia.

Já a Arcos Dorados, maior franquia independente do McDonald's no mundo, antecipou a divulgação dos resultados de vendas comparáveis do quarto trimestre e do consolidado do ano terminado em 31 de dezembro de 2020.

A divisão Brasil manteve a tendência de recuperação iniciada no terceiro trimestre, quando havia reportado que alcançou 73,8% do nível de vendas comparáveis do período anterior, e fechou o Q4 com 89,4%, apesar da comparação contra um período de altas vendas no ano anterior. No total do ano de 2020, o resultado de vendas comparáveis na divisão foi de 78,2% do nível de vendas comparáveis ao ano anterior.

A franquia anunciou ainda que deve manter a taxa de royalties de 2021 em cerca de 5,3% das vendas versus os 6,0% estipulados no contrato, impulsionando os lucros. A partir disto, a Arcos Dorados estima investir entre 110 milhões dólares e 130 milhões de dólares em sua operação na América Latina e Caribe, neste ano.

O aporte, que virá do caixa gerado pela própria operação da empresa, será utilizado na abertura de 40 a 50 novos restaurantes (sendo 80% deles no Brasil), centros de sobremesa e McCafés, bem como na modernização da base existente de locais da rede.

Imagem da Editoria Exame Invest
Marina Filippe

Jornalista


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame