Exame Invest
Minhas Finanças

Mercado Livre aposta em Pix para alavancar ainda mais as vendas

PUBLICADO EM: 21.12.20 | 16H07
ATUALIZAÇÃO: 21.12.20 | 17H21
Empresa dona de um dos maiores marketplaces do país utiliza a sua fintech Mercado Pago para oferecer mais uma alternativa de pagamento ao cliente
mercado-livre-mercado-pago-pix

Imagem da Editoria Exame Invest
Da Redação

Repórter da Exame



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

Uma das principais empresas em meios de pagamento digitais do país, o Mercado Pago -- a fintech do Mercado Livre -- passou a adotar o Pix como ferramenta para alavancar ainda mais as vendas. As receitas líquidas do Mercado Livre no Brasil cresceram 112% no terceiro trimestre na comparação anual em reais.

Inovação abre um mundo de oportunidades para empresas. Veja como no curso Inovação na Prática

Pesquisas preliminares da fintech sinalizaram ampla receptividade: 9 entre 10 vendedores do Mercado Livre e do Mercado Pago se disseram otimistas com as vendas por meio de plataformas digitais, com a tecnologia como peça-chave para vender mais.

O pagamento via Pix, o sistema de operações instantâneas criado pelo Banco Central, é oferecido por meio de suas maquininhas Point. O lojista também pode receber via checkout, link de pagamento ou pelo “Pix Copia e Cola”, para que o cliente copie e pague pelo aplicativo ou internet banking de sua preferência. O QR Code gerado no aplicativo do Mercado Pago foi adaptado para aceitar o Pix.

Segundo lojistas consultados pelo Mercado Pago, a nova solução vai ajudar a complementar as alternativas de pagamento colocadas à disposição dos clientes, em vez de substituí-las de uma vez, da "noite para o dia".

Do lado dos lojistas, a fintech de pagamentos do Mercado Livre apontou as seguintes vantagens:

• O dinheiro cai na conta na hora, o que ajuda no fluxo de caixa para pagamentos de fornecedores, compra de insumos e controle de estoque.

• A liberação dos produtos para o cliente acontece de forma mais rápida, já que a confirmação do pagamento acontece em poucos segundos

• A taxa para aceitar pagamentos com Pix é muito menor do que a cobrada em pagamentos com cartão de débito e crédito.

• Redução das despesas com manuseio de dinheiro em espécie e troco, com mais segurança, seja para fechar o caixa ou transportar grandes quantias.

• Atrair mais compradores, pois aceitar o Pix permite receber pagamentos de aplicativos de outras instituições financeiras.

• A segurança semelhante à de outro meio de pagamento eletrônico, como cartão ou transferência, pois tem o controle e a segurança do Banco Central.

 

Imagem da Editoria Exame Invest
Da Redação

Repórter da Exame


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame