Mercado Livre divulga resultados do 4º trimestre para fechar ano histórico | Exame Invest
Exame Invest
TECNOLOGIA

Mercado Livre divulga resultados do 4º trimestre para fechar ano histórico

PUBLICADO EM: 1.3.21 | 6H00
ATUALIZAÇÃO: 1.3.21 | 6H56
Em apenas nove meses, a companhia argentina já viu seu faturamento superar em mais de 15% a receita total obtida em 2019
Mercado Livre entregas, caminhões Mercado Livre

Mercado Livre: empresa já ultrapassou o faturamento de 2019 em apenas três trimestres

Imagem da Editoria Exame Invest
Rodrigo Loureiro

Repórter de tecnologia, ciência e negócios | rodrigo.loureiro@exame.com



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

Esta reportagem faz parte da newsletter EXAME Desperta. Assine gratuitamente e receba todas as manhãs um resumo dos assuntos que serão notícia.

O Mercado Livre divulga nesta segunda-feira (1º) o balanço financeiro do 4º trimestre e o consolidado de 2020. Após um ano de extremo crescimento, impulsionado pela pandemia do novo coronavírus, a empresa deve apresentar resultados condizentes com o que já mostrou no 3º trimestre, quando dobrou sua receita.

Somente nos primeiros nove meses de 2020, o Mercado Livre conseguiu superar em mais de 15% a receita total obtida durante todo o ano de 2019. Até o fim setembro, a empresa com sede na Argentina já registrava faturamento líquido de 2,6 bilhões de dólares contra pouco menos de 2,3 bilhões de dólares em 2019, mesmo com um trimestre a mais na conta.

O lucro dos primeiros nove meses do ano passado é ainda mais expressivo. Em 2019, o Mercado Livre terminou o mês de dezembro com prejuízo de 171 milhões de dólares – aumentando consideravelmente as perdas que haviam fechado em 36 milhões de dólares em 2018. Até setembro do ano passado, a gigante do e-commerce registra lucro de 49,8 milhões de dólares.

Nos resultados do terceiro trimestre, a companhia terminou o período encerrado em setembro com receita líquida de 1,1 bilhão de dólares, 148% maior do que a registrada há um ano. E ao contrário do mesmo trimestre de 2019, quando a companhia registrou prejuízo de 146 milhões de dólares, houve lucro de 15 milhões de dólares. O crescimento da receita no Brasil foi de 112%.

 

Em outros números, o Mercado Livre havia reportado uma alta de 62,1% em seu volume de vendas (GMV) chegando a 5,9 bilhões de dólares. Parte deste volume se deve ao aumento (quase o dobro) do número de usuários únicos na plataforma para 76,1 milhões. Com o período de festas, que movimenta o e-commerce, a tendência é de que a plataforma também apresente números robustos neste quesito.

A previsão, então, é de que os resultados mais recentes sejam bem maiores do que os apresentados pela companhia no 4º trimestre de 2019. Na época, o Mercado Livre registrou receita líquida de 674,2 milhões de dólares e prejuízo de 54 milhões de dólares.


Recomendado para você


Leia também

Imagem da Editoria Exame Invest
Rodrigo Loureiro

Repórter de tecnologia, ciência e negócios | rodrigo.loureiro@exame.com


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame