Exame Invest
Minhas Finanças

Mercado Pago passa a oferecer tag para carros após acordo com ConectCar

PUBLICADO EM: 10.9.21 | 7H39
ATUALIZAÇÃO: 10.9.21 | 13H04
Fintech do Mercado Livre lança serviço Ultrapasse, de pagamento automático em pedágios e estacionamentos, e reforça estratégia de apelo do programa de relacionamento da companhia
Telas do aplicativo do Mercado Pago na nova funcionalidade de tag de pedágio e estacionamento | Foto: Mercado Pago/Divulgação

Telas do aplicativo do Mercado Pago na nova funcionalidade de tag de pedágio e estacionamento | Foto: Mercado Pago/Divulgação

Foto de Marcelo Sakate da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Marcelo Sakate

Editor da EXAME Invest, jornalista com MBA em Mercado de Capitais e passagens por Folha de S. Paulo, Veja, 6 Minutos (C6 Bank) e CNN Brasil | marcelo.sakate@exame.com



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 3MIN

Não faz muito tempo, a disputa pelo cliente do setor financeiro era pautada por "vantagens" como o número de talões de cheque à disposição, de impressões de extratos da conta ou pela oferta de um cartão de crédito com anualidade baixa. O aumento da concorrência em razão do avanço da tecnologia e de mudanças regulatórias jogou essa régua para cima.

Bancos digitais e fintechs apostam pesado na experiência do cliente. É o que especialistas do segmento chamam de proposta de valor: atrair e buscar fidelizar o cliente pelo conjunto da obra em termos de produtos e serviços.

Um dos competidores mais agressivos é o Mercado Pago, a fintech do Mercado Livre (MELI) que opera com uma carteira digital (digital wallet) para os clientes. Ele acaba acertar uma parceria com a ConectCar para oferecer aos seus clientes pessoas físicas uma tag para o pagamento automático (com débito em conta) em 100% dos pedágios em rodovias e mais de mil estacionamentos, evitando a necessidade de filas. O novo serviço se chama Ultrapasse.

O Mercado Livre tem atualmente 75,9 milhões de usuários únicos ativos na América Latina, sem contar 12 milhões de vendedores. O Mercado Pago, por sua vez, tem mais de 60 milhões de pagantes únicos.

O serviço será oferecido de forma gratuito a qualquer cliente nos três primeiros meses. Após esse período, a cobrança vai depender do nível de relacionamento do cliente no Mercado Pontos, que é o programa de fidelidade do Mercado Livre. Pode ser isento para quem estiver no maior nível de relacionamento ou custar até 12,90 reais por mês.

O Ultrapasse vai se juntar a outros serviços já oferecidos pelo Mercado Pago que buscam também ampliar a frequência de uso pelo cliente, a chamada recorrência. Eles vão da recarga de celular e do seu uso como bilhete único (no caso do transporte público em São Paulo) até funções mais tradicionais como cartão de débito e de crédito, este recém-lançado. Outra novidade são descontos na assinatura dos serviços de streaming Disney+ e Star+.

"Buscamos oferecer novos serviços e nossos meios de pagamentos que estejam inseridos no dia-a-dia das pessoas. No caso do Ultrapasse, é uma forma também de ampliar as vantagens do nosso programa de relacionamento, o Mercado Pontos", disse Rodrigo Furiato, Country Head de Carteira Digital do Mercado Pago, à EXAME Invest.

No fim do dia, o novo serviço estará interligado a outros serviços oferecidos pela fintech. "Se o usuário passar pelo pedágio e o saldo ficar perto de acabar, ele receberá uma mensagem sugerindo que faça um Pix para recompor. Em breve, vamos oferecer crédito para que ele possa usar a tag mesmo se estiver sem saldo em conta", afirmou.

Para o Mercado Livre, a nova funcionalidade também gera sinergias com uma de suas principais verticais em termos de volume de vendas. A sessão de auto a autopeças recebe mensalmente 226 milhões de visitas com intenção de compras, dos quais 65 milhões para carros e 20 milhões para motos.

Para a ConectCar, por sua vez, o fornecimento do serviço de pagamento automático no formato white label -- em que a sua marca não aparece com destaque -- gera receita e atende ao objetivo de ampliar a sua base potencial de usuários.

A empresa tem acelerado os planos de expansão depois que a Porto Seguro (PSSA3) entrou como acionista controlador ao adquirir a metade do seu capital que estava com a Ultrapar (UGPA3). A outra metade pertence à Rede, divisão de meios de pagamento do Itaú Unibanco (ITUB4).

Na última semana, a ConectCar anunciou uma parceria semelhante com o próprio Itaú, para levar as tags de pagamento automático de pedágios e estacionamentos para uma base potencial de 60 milhões de clientes (desconsiderando no cálculo aqueles clientes do banco que já possuem o serviço).

“Apostamos no potencial dessa iniciativa para alavancar o crescimento do mercado de passagens automáticas. Os ganhos para nosso negócio serão em escala. Queremos chegar a 30% de market share até 2023”, afirmou Felix Cardamone, CEO da ConectCar, na ocasião da parceria com o banco.

Foto de Marcelo Sakate da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Marcelo Sakate

Editor da EXAME Invest, jornalista com MBA em Mercado de Capitais e passagens por Folha de S. Paulo, Veja, 6 Minutos (C6 Bank) e CNN Brasil | marcelo.sakate@exame.com


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame