Exame Invest
Minhas Finanças

Millenials têm o pior desempenho quando o assunto é guardar dinheiro

PUBLICADO EM: 23.9.21 | 15H36
ATUALIZAÇÃO: 23.9.21 | 15H38
Segundo pesquisa, 70% da geração nascida entre a década de 80 e o final dos anos 2000 só têm dinheiro para arcar com as despesas mensais
Poupar-contas-dinheiro

Com 25 a 40 anos, millenials passam por estágios importantes de vida, enfrentam efeitos de crises financeiras e são vítimas de seu estilo de vida (Getty Images)

Imagem da Editoria Exame Invest
Marília Almeida

Repórter de Invest marilia.almeida@exame.com



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

A vida não está fácil para ninguém, especialmente para a geração millenial: 70% dos nascidos após o início da década de 80 até o final dos anos 2000 dizem estar ganhando dinheiro apenas para arcar com suas despesas mensais. É o que dia uma pesquisa feita pela consultoria PYMNTS em parceria com o LendingClub.

A pesquisa analisou dados econômicos de 28 mil norte-americanos e descobriu que, no total, 54% deles não conseguem guardar dinheiro mensalmente.

Entre as gerações, os millennials são os que sofrem mais para conseguir investir. Do lado positivo, estão os baby boomers (nascidos entre 1946 e 1964): apenas 40% afirmam viver de salário a salário, o menor porcentual entre as gerações.

Viver de salário a salário revela necessidades iguais ou maiores do que os ganhos das famílias. Essas necessidades são impactadas pela idade e status familiar. Isso explica em parte por que os millenials, que têm hoje entre 25 e 40 anos, estão sofrendo mais quando o assunto é dinheiro.

Os millenials mais velhos estão passando por importantes estágios de vida, aponta a pesquisa. Muitos estão começando uma família ou realizando a compra do imóvel ou carros. Por outro lado, estão menos avançados em suas carreiras do que as gerações mais velhas.

Mas além de fatores como idade e configuração familiar os millenials enfrentam ainda um desafio econômico atrás do outro desde o estouro da crise financeira de 2008. Muitos continuam sofrendo os efeitos da recessão, buscando aumentar seu patrimônio enquanto encaram custos crescentes de imóveis, saúde e educação. Isso sem contar a mais nova crise provocada pela pandemia.

Mas o que a pesquisa indica é que não dá para culpar apenas a economia. Muitos millenials são vítimas de seu próprio estilo de vida. Quanto mais ganham, mais elevam também suas despesas, o que torna difícil poupar. Mas esse efeito é marginal: o levantamento mostra que os que não conseguem poupar são mais responsáveis financeiramente: se recebem mais dinheiro, conseguem poupar.

Imagem da Editoria Exame Invest
Marília Almeida

Repórter de Invest marilia.almeida@exame.com


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame