Mulheres são minoria na bolsa. Como promover liberdade financeira feminina | Exame Invest
Exame Invest
Invest

Mulheres são minoria na bolsa. Como promover liberdade financeira feminina

PUBLICADO EM: 29.3.21 | 12H02
ATUALIZAÇÃO: 29.3.21 | 12H21
Número de mulheres que investem na bolsa de valores passa de 180 mil para mais de 800 mil em três anos, mas o público feminino ainda é minoria quando o assunto é investimento
Mulheres investidoras

Mulheres investidoras: participação feminina na bolsa de valores dobrou em 2020, mas ainda é minoria (Getty Images)

Imagem da Editoria Exame Invest
beatrizcorreia

Repórteres da Exame



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 1MIN

Geraldine Weiss é uma das principais mulheres do mercado financeiro. Ela nasceu em março de 1926 na cidade de São Francisco, nos Estados Unidos, e entrou no mundo dos investimentos em uma época em que mulheres nem sequer podiam trabalhar com a mesma liberdade dos homens.

Com sua filosofia sobre o mercado, Weiss recebeu o apelido de "a grande dama dos dividendos". Mas, antes disso, foi rejeitada por várias corretoras. Com uma lista de nãos, em 1966, a investidora criou um boletim informativo de investimentos e o presidiu até 2002.

Aproveitar as melhores oportunidades na bolsa exige conhecimento. Venha aprender com quem conhece na EXAME Invest Pro

Por causa do preconceito com mulheres no mercado financeiro na década de 1960, ela assinava o boletim como G. Weiss, para não mostrar que o conteúdo era escrito por uma mulher. Com talento e muito trabalho, Weiss conquistou seu espaço, se tornou uma referência quando o assunto é dividendos e mostrou que a mulheres podem estar onde quiserem e fazer o que quiserem. 

A trajetória da investidora incentiva a busca das mulheres por algo muito importante: a liberdade financeira, que é o primeiro passo para elas conquistarem seus espaços e objetivos. E esse é o tema do episódio #020 do podcast EXAME Agora. Com as analistas da EXAME Invest Pro e a fundadora da Fin4She, o programa fala sobre os caminhos para a liberdade financeira das mulheres e a participação do público feminino nos investimentos. 


Recomendado para você


Leia também

Imagem da Editoria Exame Invest
beatrizcorreia

Repórteres da Exame


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame