Exame Invest
Mercados

No radar: IPO da Neogrid, ata do BC, risco fiscal e o que move o mercado

PUBLICADO EM: 15.12.20 | 6H00
ATUALIZAÇÃO: 15.12.20 | 8H47
Empresa de software de Santa Catarina define preço de oferta inicial de ações; em Brasília, seguem as discussões sobre o Orçamento de 2021
B3; Bolsa; Bovespa; Painel; Investimento; Ações

Imagem da Editoria Exame Invest
Da Redação

Repórter da Exame



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 3MIN

Se as incertezas sobre a economia parecem diminuir no front externo com o início da vacinação contra o novo coronavírus nos Estados Unidos, no Brasil elas aumentam à medida que se aproxima o prazo para o encerramento tanto do auxílio emergencial como do estado de calamidade pública, com impactos importantes sobre a crise fiscal.

A política vai seguir dando o tom na bolsa? Vai. E você pode aproveitar as oportunidades. Assine gratuitamente a EXAME Research

Auxílio prorrogado?

Na véspera, o relator do projeto do auxílio emergencial no Senado, Alessandro Vieira (Cidadania-SE), protocolou um projeto que propõe prorrogar o auxílio emergencial até o fim de março de 2021, assim como o estado de calamidade, o que permitiria a manutenção do pagamento por mais alguns meses sem furar o teto de gastos.

O descumprimento do teto de gastos e um círculo vicioso de aumento de gastos públicos é um dos principais temores de investidores, uma vez que pode minar a frágil retomada da economia. A atenção de investidores e analistas é redobrada na medida em que está marcada para quarta-feira, 16, a votação do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2021, com atraso de meses. 

Ata do Copom

Outra notícia que será acompanhada por investidores é a divulgação às 8h, pelo Banco Central, da ata da última reunião do Copom. O comunicado da reunião da última quarta-feira, 9, trouxe a sinalização de que o colegiado do BC pode abandonar o uso do instrumento conhecido como forward guidance, que indica a manutenção da taxa básica de juros por determinado período desde que atendidas certas condições.

Uma sinalização mais explícita de retirada do forward guidance seria interpretado por analistas e investidores como um recado de que o BC se prepara para um aumento da taxa Selic ainda no primeiro semestre de 2021, com importantes repercussões sobre os preços dos ativos.

"A semana atual será chave para o Brasil, com o BC dando mais detalhes do que ele está vendo pela frente, sobretudo do que o motiva a sinalizar por que irá retirar o forward guidance em breve", escreveu Arthur Mota, economista da EXAME Research, no relatório Estratégia e Macro divulgado nesta segunda.

Fila dos IPOs anda

Na bolsa brasileira, o Ibovespa tenta novamente ensaiar fechar um pregão zerando as perdas de 2020, algo que aconteceu de forma provisória na segunda-feira.

A temporada de IPOs tem mais uma candidata nesta terça-feira, 15, com a Neogrid. A empresa de software com sede em Joinville, Santa Catarina, define no fim do dia o preço para a aguardada estreia na B3. A faixa de preço definida vai de 5,50 reais até 7,25 reais. Se o valor ficar no centro da faixa, em 6,38 reais, a oferta vai movimentar 600 milhões de reais.

Um ainda raro caso de empresa de tecnologia com planos de ir à bolsa brasileira, a Neogrid pode testar o apetite de investidores institucionais e de estrangeiros por representantes do setor no país.

A companhia, que se define como uma representante do ramo de SaaS (Software as a Service), pretende levantar 479 milhões de reais por meio da oferta primária, com recursos que vão reforçar o caixa da companhia; e outros 121 milhões de reais com uma oferta secundária dos acionistas vendedores, que embolsarão os recursos da venda. O principal acionista é o fundo Zaphira.

EXAME Flash

Ouça um rápido resumo das principais notícias e destaques do Brasil e do mundo em uma curadoria especial do time da Exame.

Imagem da Editoria Exame Invest
Da Redação

Repórter da Exame


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame