Ambipar: o desafio da única empresa de gestão ambiental na Bolsa | Exame Invest
ESG

Ambipar: o desafio da única empresa de gestão ambiental na Bolsa

PUBLICADO EM: 12.12.20 | 5H54
ATUALIZAÇÃO: 12.12.20 | 5H52
A companhia tem o desafio de mostrar que a sustentabilidade é lucrativa e um bom negócio ao investidor brasileiro. Ações subiram 9% desde o IPO

Ambipar: companhia viu a área de desinfecção de avião e de atendimento emergencial crescer durante a pandemia

Karla Mamona

Repórter da Exame



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 3MIN

Há seis meses listada na B3, a Ambipar, única empresa do segmento de gestão ambiental listada na bolsa brasileira, segue com o desafio de mostrar a importância do segmento aos investidores e como a sustentabilidade pode ser lucrativa. O IPO, que ocorreu em julho deste ano, foi um sucesso e levantou mais de 1 bilhão de reais, com a ação sendo precificada no topo da faixa indicativa. A estreia foi um aperitivo do apetite do investidor por novas empresas cujos negócios são sustentáveis. Desde então, os papéis acumulam alta de 10% e a empresa tem valor de mercado estimado em cerca de 3 bilhões de reais. 

Quer saber como aproveitar o melhor da bolsa? Descubra com a assessoria do BTG Pactual Digital

Em entrevista à EXAME Invest, Thiago Silva, diretor financeiro da empresa, afirmou que a companhia estudava entrar na bolsa havia mais de 10 anos e que a janela de oportunidade surgiu em meio à pandemia do novo coronavírus. “Esperamos ganhar musculatura para ter atratividade e ganhamos com a criação da nossa holding.”

A holding é formada pela Ambipar Environment e pela Ambipar Response. A primeira atua na área de gestão, coleta e transporte de resíduos, logística e manufatura reserva e produtos ambientais, entre outros. Já a segunda empresa é voltada para treinamentos, resposta a emergências, desinfecção de ambientes e combate a incêndios.

O crescimento da Ambipar se deu por meio de aquisições: foram 14 nos últimos anos. A última compra foi anunciada em outubro, com 100% do capital da Verde Ghaia, empresa especializada em sistemas de monitoramento legal, riscos e compliance focada em sustentabilidade. “Comprando empresas ganhamos penetração em vários mercados”, acrescenta Silva. Atualmente, a Ambipar atua em mais de 15 países.


Recomendado para você

Com os recursos do IPO, outras aquisições devem surgir e o foco atual é ampliar a atuação nos Estados Unidos. “O mercado americano tem empresas pequenas e pulverizadas entre os estados. Queremos consolidar uma central de atendimento como temos no Brasil.” 

Apesar de pensar no mercado externo, a Ambipar tem se esforçado para disseminar o conceito de ESG (sigla em inglês para Meio Ambiente, Social e Governança) aos investidores. Nos encontros virtuais ou presenciais com os investidores, Silva, que também é diretor de relações institucionais, tem levado diretores de outras áreas, como Onara Lima, diretora de sustentabilidade.  

Lima afirma que a onda ESG não será passageira e está cada vez mais forte no país. “O ESG vai muito além da questão ambiental. Temos que olhar a cadeia de valor e até a comunidade em volta. Tudo isso traz resultado a longo prazo.” 

Além da gestão ambiental, a Ambipar viu a área de atendimento emergencial crescer durante a pandemia por meio do serviço de desinfecção. O governo do Reino Unido foi o primeiro a contratar a Ambipar para atuar contra a covid-19 na desinfecção da aeronave usada para evacuar cerca de 200 cidadãos britânicos e estrangeiros de Wuhan. Foi um voo fretado para o Reino Unido em meados de fevereiro. Desde então, a empresa ampliou a atuação e já fez a desinfecção de estádios de futebol, shopping centers, supermercados e até empresas de fast food no país. 


Leia também

Karla Mamona

Repórter da Exame


Compartilhe nas redes sociais