Casual

O novo jeans verde da C&A em comemoração ao Dia Mundial da Água

PUBLICADO EM: 22.3.21 | 9H07
ATUALIZAÇÃO: 26.3.21 | 12H35
Para a coleção Cápsula Jeans Menos Água, são economizados até 80% de resíduos na produção dos jeans, podendo utilizar apenas 7,4 litros de água para lavar uma calça jeans
Loja da C&A do Shopping IguatemiFoto: Germano Lüders28/11/2018

Imagem da Editoria Exame Invest
Julia Storch



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 3MIN

Um jeans verde. Não estamos falando da coloração do tecido, mas dos processos sustentáveis que permeiam a produção das peças. No Dia Mundial da Água, a C&A lança a coleção Cápsula Jeans Menos Água, desta vez, com novidades nas lavagens das peças em exclusividade à Casual. 

Fundos que rendem e que estão prontos para uma emergência? Temos! 

Enquanto a última coleção, lançada no ano passado, economizou mais de 65% de água nos processos de lavanderia dos jeans, a segunda coleção cápsula supera os índices alcançados anteriormente, com uma economia média de 80% no uso de resíduos.

Essa redução se deve à tecnologia usada, em parceria com a empresa fornecedora de jeans, Lorsa e a empresa espanhola Jeanologia, detentora de um software que mede os impactos ambientais nos processos de lavanderia. Através de um algoritmo de cálculo, o software EIM (Medidor de Impactos Ambientais) controla o volume de água, energia e químicos usados em cada lavagem de uma calça, jaqueta ou outra qualquer peça jeans na etapa de lavanderia. 

Modelo veste jaqueta cropped e shorts jeans da coleção Cápsula Jeans Menos Água. (C&A/Divulgação)

Para calças, por exemplo, a etapa de lavanderia sem o uso do software utilizaria cerca de 48,8 litros de água por peça. Porém, para cada calça jeans da nova coleção cápsula foram usados até 7,4 litros de água na etapa de lavanderia. A coleção conta ainda com macacões, vestidos, bermudas, jaquetas, calças e saias. 

Para Mariana Vieira, coordenadora de sustentabilidade da marca, os processos sustentáveis da marca se tornaram uma premissa para a C&A. “Direcionamos nossos esforços para implementar, cada vez mais, tecnologias e iniciativas que agreguem à nossa trajetória de contribuir para uma moda com impacto positivo”.

Falando ainda sobre sustentabilidade, no ano passado, a marca holandesa foi a primeira das Américas a receber a certificação Cradle to Cradle, medida com base na ciência mais avançada para materiais e produtos que sejam seguros, circulares e feitos de forma responsável. Assim, a marca garante desde a utilização de produtos químicos que não apresentam riscos para o meio ambiente e para as pessoas, até condições de trabalho em padrões superiores ao da legislação local para seus funcionários.

A produção de peças sustentáveis vem se tornando uma meta da marca para os clientes. “Buscamos formas de atingir nosso objetivo por meio do lançamento de coleções com atributos de sustentabilidade, como a nova cápsula lançada com a tecnologia da empresa espanhola Jeanologia, que contribui para a redução da utilização da água na etapa da lavanderia; e ao oferecer produtos com a Certificação Cradle to Cradle, feitos no Brasil, para o mercado”, completa Vieira.

Modelo veste macacão da linha Cápsula Jeans Menos Água, lançada hoje pela C&A. (C&A/Divulgação)

Além dos jeans verdes, o lançamento também reforça seu compromisso de ampliar o uso de algodão mais sustentável: atualmente, mais de 80% do algodão utilizado pela C&A é adquirido como mais sustentável. 

A nova coleção está disponível no e-commerce e lojas selecionadas da C&A em todo o país e conta com produtos para as categorias feminino, masculino e, pela primeira vez, infantil.

Imagem da Editoria Exame Invest
Julia Storch


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame