Onda de IPOs de tecnologia começa a lembrar bolha da internet em 1999 | Exame Invest
MERCADOS

Onda de IPOs de tecnologia começa a lembrar bolha da internet em 1999

PUBLICADO EM: 12.12.20 | 5H53
ATUALIZAÇÃO: 12.12.20 | 5H50
Se IPOs seguirem o mesmo padrão da bolha 20 anos atrás, ações ainda vão registrar um grande salto para depois enfrentar uma queda acentuada

IPO em 2020: ação do Airbnb fechou 113% acima do preço de estreia na Nasdaq na quinta-feira, 10 de dezembro

Karla Mamona

Repórter da Exame



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

(Bloomberg) O desempenho das ofertas públicas iniciais (IPOs, na sigla em inglês) tem sido muito positivo ultimamente, trazendo à mente os excessos da bolha de internet no final da década de 1990. As ações da fabricante de brinquedos chinesa Pop Mart International subiram 112% na estreia na sexta-feira, 11, depois que a plataforma de aluguel de temporada Airbnb fechou 113% acima do preço do IPO em Nova York na véspera.

A JD Health International, plataforma digital de venda de medicamentos, subiu 56% no primeiro dia de negociações na terça, enquanto os papéis da DoorDash, de serviços de delivery via app, dispararam 86% na quarta.

O índice FTSE Renaissance Global IPO, que acompanha o desempenho de ofertas no mundo todo, acumula alta de 82% neste ano, em comparação com o ganho de 12% do índice de ações all-country da MSCI. Comparar o período atual com a bolha da internet é difícil porque o indicador Renaissance IPO só foi lançado em 2009, e um índice da Bloomberg da época do boom das pontocom foi extinto em 2017.

Mas existem algumas semelhanças bastante claras entre o índice da Bloomberg e o S&P 500 em 1998-99 e o indicador Renaissance agora, destacou Cameron Crise, estrategista macro da Bloomberg. O desempenho depois disso no final dos anos 1990 foi ainda mais forte.

Se os IPOs seguissem o mesmo padrão agora, ainda registrariam um grande salto, para depois enfrentar uma queda acentuada. “A movimentação em torno desses nomes é definitivamente uma preocupação para nós”, disse Matt Maley, estrategista da Miller Tabak + Co., em referência aos IPOs dos EUA.

Segundo Maley, o movimento de quinta-feira “no mercado de IPOs provavelmente nos diz que veremos uma correção significativa em algum ponto nos próximos seis a nove meses, não necessariamente nos próximos dias ou semanas.”


Recomendado para você


Leia também

Karla Mamona

Repórter da Exame


Compartilhe nas redes sociais