Exame Invest
Minhas Finanças

PGBL: 87% dos recursos deixam de ser abatidos do IR. Veja como fazer

PUBLICADO EM: 23.12.20 | 8H22
ATUALIZAÇÃO: 23.12.20 | 10H13
O PGBL permite deduções de Imposto de Renda de até 12% do rendimento tributável na declaração completa, mas a maioria dos brasileiros esquece
Gráfico que simula retorno positivo obtido em investimentos

Planejamento financeiro é fundamental no momento de escolher o produto de previdência mais adequado aos seus objetivos (Getty Images/iStockphoto)

Imagem da Editoria Exame Invest
Da Redação

Repórter da Exame



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

A poucos dias do fim de 2020, ainda há tempo para colocar em prática o planejamento financeiro que reduzirá o total de impostos a pagar no próximo ano. E se tornar uma minoria dos brasileiros que usa as regras a seu favor. É o caso das deduções da previdência privada no Imposto de Renda.

Quase 90% dos recursos da base de compensação de quem tem um Plano Gerador de Benefício Livre, o PGBL, deixaram de ser deduzidos nas declarações do Imposto de Renda no exercício de 2019 por quem optou pelo modelo completo. É o que revela um estudo da seguradora Zurich publicado em primeira mão pela EXAME Invest. Foi um total de 112 bilhões de reais em uma base de 127,5 bilhões de reais.

Aportes na previdência no final do ano reduzem IR em 2021

“Os investidores em planos de previdência PGBL têm por direito deduzir até 12% da renda bruta anual tributável, mas precisam indicar isso em suas declarações. O fato de que apenas 13% do montante total foi declarado mostra que ainda há muito o que caminhar na educação financeira, que independe da classe social das pessoas”, diz John Liu, diretor de Investimentos da Zurich responsável pela análise dos números da Receita Federal.

Ao se referir a classes sociais, o executivo da Zurich explica que a adesão ao PGBL se concentra em pessoas com maior renda. "Elas não estão aproveitando o benefício fiscal que esse tipo de investimento de longo prazo proporciona”, avalia.

Ainda assim, o prazo para quem tem um PGBL e pretende fazer a declaração completa do IR em 2021 está aberto e vai até o próximo dia 31, a quinta-feira da semana que vem.

Essa modalidade de previdência é conhecida por ajudar na construção de patrimônio para uma aposentadoria mais tranquila, com independência financeira. Por isso, é procurada por quem planeja aplicações com resgate de longo prazo.

O PGBL permite deduções de imposto de renda de até 12% dos rendimentos tributáveis na declaração de 2021. Isso significa que uma pessoa com uma renda de 100.000 reais que tenha contribuído com 12.000 durante o ano terá uma redução na base de cálculo. Essa renda passará a ser de 88.000 reais, o que diminuirá o imposto final a pagar.

Imagem da Editoria Exame Invest
Da Redação

Repórter da Exame


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame