Exame Invest
ESG

Pravaler emite título social para financiar educação e capta R$ 20 mi

PUBLICADO EM: 29.6.21 | 9H00
ATUALIZAÇÃO: 29.6.21 | 12H32
Empresa anunciou a emissão de debêntures sociais voltadas ao financiamento de cursos de curta duração; títulos são os primeiros do gênero emitidos pela Pravaler
Pravaler

Pravaler: social bonds para financiar educação já captaram R$ 20 milhões

Imagem da Editoria Exame Invest
Maria Clara Dias

Repórter da Exame



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

O Pravaler, plataforma de soluções financeiras, anunciou nesta terça-feira, 29, a emissão de seu primeiro título social com foco na educação. As debêntures rotuladas como social bonds foram protocoladas pela SITAWI Finanças do Bem e já captaram cerca de 20 milhões de reais.

  • Jornada da Super Mulher: O despertar do seu poder interior para uma vida pessoal e profissional verdadeiramente abundante!

Fundado há 20 anos, o Pravaler é conhecido pelo crédito estudantil. A empresa já beneficiou 170.000 alunos e repassou mais de 4 bilhões de reais ao mercado de educação por meio dos empréstimos universitários.

O social bond recente vem na esteira da movimentação de empresas por produtos financeiros capazes de as ajudar a alcançar, mais rapidamente, o patamar de companhia responsável, social ou ambientalmente. No caso do Pravaler, a missão social está na educação. A meta ambiciosa da fintech é atingir 1 milhão de alunos até 2025 e superar a marca de 10 bilhões de reais em financiamentos até lá.

“O objetivo desta emissão é diversificar o nosso funding, testar novas estruturas e produtos em parceria com nossos investidores para viabilizar a nossa agenda de crescimento”, diz Haroldo Carvalho, diretor financeiro do Pravaler. “O tema ESG está em alta e nosso trabalho está muito ligado ao impacto social”.

Em outra frente, o objetivo da emissão é também expandir a operação do Pravaler para além do crédito estudantil voltado à graduação. Em março, a empresa lançou um novo produto de financiamento para cursos de curta duração. O novo produto considera o contexto de desemprego, a mudança constante das habilidades exigidas pelo mercado de trabalho e a grande busca por cursos profissionalizantes para recolocação profissional.

A captação servirá para ampliar a oferta desse produto, atingindo mais 100.000 alunos e financiando 1 bilhão de reais, 10% da meta total da companhia para os próximos quatro anos.

“Esse mercado, de cursos livres e de curta duração, concentra quase 8 milhões de pagantes em mais de 5 mil escolas, e a procura só aumenta, por toda a mudança no cenário macro, acreditamos que será um pilar importante para a transformação social e consequentemente para o crescimento do nosso negócio”, diz Carvalho.

Fique por dentro das principais tendências das empresas ESG. Assine a EXAME. 

De 1 a 5, qual sua experiência de leitura na exame?
Sendo 1 a nota mais baixa e 5 a nota mais alta.

Seu feedback é muito importante para construir uma EXAME cada vez melhor.

Imagem da Editoria Exame Invest
Maria Clara Dias

Repórter da Exame


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame