Minhas Finanças

Quer saber qual empresa consultou seu CPF? Serasa tem ferramenta gratuita

PUBLICADO EM: 8.6.21 | 18H03
ATUALIZAÇÃO: 8.6.21 | 17H41
A consulta ao CPF do consumidor é muito comum em caso de concessão de crédito
Consumidora utilizando o WhatsApp no celular

CPF: ferramenta da Serasa é gratuita e disponibiliza lista de empresas que realizaram a consulta nos últimos 24 meses (Getty Images)

Foto de Karla Mamona da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Karla Mamona

Repórter da Exame



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

A Serasa informou nesta terça-feira, 8, que disponibiliza gratuitamente um relatório de empresas que consultaram o CPF do consumidor nos últimos 24 meses. 

A consulta ao CPF do consumidor é muito comum em caso de concessão de crédito, já que a  empresa fica sabendo sobre a situação financeira do titular do documento. Além disso, as empresas consultam antes de realizar vendas de  produtos que serão vendidos de forma parcelada ou com pagamento em cheque; e ao renovar o seguro da casa ou do carro. 

Os interessados em saber quais empresas consultaram o CPF devem acessar o site da Serasa. Após a solicitação do titular do documento consultado, o relatório fica pronto em até 24 horas e permanece disponível para consulta por até seis meses com informações como o nome da empresa que realizou a busca, parte do CNPJ dela e quando a consulta foi feita. 

“São informações valiosas, que podem ajudar os consumidores a saberem se alguma empresa com a qual não teve relação consultou seu CPF, o que pode ser um indício de fraude.” 

Como fazer a consulta?

Confira o passo a passo:

 Passo 1: Acesse o site da Serasa e faça o login. Se não tiver uma conta, é possível criar na hora de maneira gratuita.

 Passo 2: Na aba “Meu CPF”, acesse a opção “Consultas ao seu CPF” ou “Consultas aos seus CNPJs”

Passo 3: Clique em “Solicitar meu relatório”

Passo 4: Solicitação confirmada

Passo 5: Confira o relatório no site da Serasa após 24 horas

Não reconheço uma consulta

Segundo a Serasa, se consumidor desconhecer alguma ação que justifique uma consulta ao seu CPF/CNPJ isso pode ser uma indicação de uma situação de risco. Neste caso, o mais indicado é entrar em contato com a empresa que verificou o documento, informar que a consulta foi feita sem o seu consentimento e solicitar detalhes.

Em um levantamento de novembro de 2020, a Serasa percebeu que 39,3 milhões de brasileiros afirmaram espontaneamente já ter sido vítimas de fraude financeira e 36% das pessoas que sofreram com esse problema afirmaram não ter tomado nenhuma ação formal. Entre quem tomou, a principal ação foi entrar em contato com o intermediador.

Foto de Karla Mamona da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Karla Mamona

Repórter da Exame


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame